Estado

Foto: Divulgação

Exatos 1.189 servidores inativos não vão receber o benefício de janeiro por terem deixado de fazer a prova de vida no Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins (Igeprev). O procedimento, que constituiu na apresentação de documentação pessoal no instituto, teve início em novembro do ano passado e foi finalizado no último dia 31. Dos inativos com o benefício bloqueado, 681 são aposentados e 508 pensionistas.

A lista com os nomes dessas pessoas está na edição nº 4.545/2016 do Diário Oficial do Estado.

O recadastramento no Igeprev veio como uma das medidas da gestão após a identificação do pagamento de R$ 915 mil a 98 pessoas já falecidas. Os pagamentos ocorreram de 2003 a 2014, conforme o órgão. O presidente do Igeprev, Jaques Silva, disse anteriormente que parte do dinheiro pago indevidamente já foi recuperada, mas a gestão ainda busca o ressarcimento total.

Regularização

Apesar de já estarem na relação oficial de pagamentos suspensos, os 1.189 inativos que não se recadastraram dentro do prazo podem conseguir entrar na folha de janeiro se procurarem o Igeprev até o próximo dia 26. A informação é da assessoria de comunicação do órgão.