Saúde

Foto: Divulgação

Funcionários terceirizados do Hospital Geral de Palmas (HGP) paralisaram nesta sexta-feira, 22, suas atividades, em razão do atraso no pagamento de seus salários. De acordo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Empresa de Asseio Ambiental e Pública (Sintecap), Maria Dalva Diogo de Sousa, o pagamento de janeiro que era para ser creditado em conta no 5º dia útil não foi realizado e não há previsão. 

Os funcionários que trabalham na limpeza, lavanderia e alimentação do HGP são contratados pela empresa Litucera Limpeza e Engenharia.

A Secretaria Estadual da Saúde (Sesau) informou que a Litucera  alega que tem duas dívidas a receber do Estado, referente aos anos de 2010 a 2014 e outra de dezembro de 2015, e que a primeira dívida não é reconhecida e os processos estão sob análise. Já a de 2015, a pasta informou que está dentro dos prazos legais para quitação. A Sesau também informou que está tomando as providências para que um novo pagamento seja realizado na próxima semana. 

Em greve desde o dia 7 de dezembro, profissionais da Saúde filiados ao Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Tocantins (Sintras-TO) também cobram do governo uma solução em relação ao impasse com os servidores.