Estado

Foto: Divulgação

Além de anunciar a fusão de algumas pastas na semana passada o governador Marcelo Miranda (PMDB) deve anunciar outras mudanças oficiais na estrutura da gestão até a próxima semana. Segundo informações de aliados ao Conexão Tocantins, ainda será definido como ficará a situação, cessão ou transferência dos servidores das pastas extintas.

A fusão de algumas pastas já foram anunciadas porém outras também mudarão de nome como é o caso da pasta de Defesa e Proteção Social que se chamará Cidadania e Justiça, nome usado na gestão anterior do governador Marcelo Miranda. A pasta de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária passará a se chamar novamente Secretaria da Agricultura e Pecuária.

Conforme o governo divulgou, o novo modelo de gestão anunciado pelo governador Marcelo Miranda tem o intuito de transformar a gestão do Tocantins, buscando racionalizar os gastos públicos e retomar a capacidade econômica do estado. Entre as medidas está a nova estrutura das unidades gestoras estaduais.

Em 2014, na gestão passada eram 66 unidades gestoras no Estado, quando Marcelo assumiu passou para 44 e com a reforma anunciada na semana passada agora são somente 37.

Uma das principais mudanças anunciadas foi a extinção das pastas de cultura e da Agência de Ciência e Tecnologia (Agetec) que foram incorporadas agora á pasta de Desenvolvimento econômico e Turismo passando a se chamar: Secretaria de Desenvolvimento econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura.

A área do esporte e Juventude se juntou á pasta da Educação.

Na área política o governador também alterações e criou a Secretaria Geral de Governo e Articulação Política. A pasta da Habitação também passou por alterações e se juntou á de Infraestrutura que agora passa a se chamar Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Públicos.

Ao todo ficaram 14 secretarias. As microunidades gestoras (Agências e Fundações) não tiveram alterações.

Por: Redação

Tags: Marcelo Miranda, Palácio Araguaia