Estado

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Tocantins (Sinpol-TO), juntou-se a demais sindicatos e associações de categorias estaduais para cobrar do Governo do Tocantins o repasse da contribuição sindical, em atraso com os meses de novembro e dezembro.

Na manhã desta quinta-feira, 28, o presidente do Sinpol e representantes de 17 entidades classistas reuniram-se na sede do Sisepe (Sindicato dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins) para traçar metas na defesa das categorias.

O encontro resultou em uma Notificação Extrajudicial Conjunta ao novo secretário da Fazenda, Edson Ronaldo Nascimento. O documento foi protocolado na Sefaz ainda no período desta manhã e dá prazo de 48 horas para que os repasses em atraso sejam efetivados. Os sindicatos ressaltaram ao secretário que o recurso é a principal fonte de renda das entidades e que garante o pagamento de salários, água, telefone, ou seja, compromissos básicos de funcionamento.