Campo

Foto: Divulgação

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) promoveu na manhã de quarta-feira, 03, uma mobilização interna dos servidores da sede central do órgão para combater e prevenir possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da febre Chikungunya e do Zika vírus.

De acordo com Gilberto Chaves, gerente de apoio administrativo, o mutirão segue recomendações do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, com propósito de promover ações de prevenção às doenças provocadas pelo mosquito. “O motivo dessa mobilização é atender a solicitação do governo em unir esforços para combater o mosquito da dengue nas instituições governamentais. Com o sentimento de cuidar do nosso ambiente de trabalho, uma vez que é uma extensão da nossa casa, nos propomos a contribuir com a limpeza e roçagem das áreas próximas ao órgão, recolhendo materiais que serviam de criadouro do mosquito”, afirmou o gerente.

Segundo informa documento da Secretaria da Saúde, o Tocantins está na iminência de uma epidemia de dengue e Zika vírus, por isso o governo está convocando os órgãos públicos para efetuarem vistorias nas dependências dos locais de trabalho, no sentido de eliminar e prevenir quaisquer focos de proliferação do Aedes Aegypti, bem como disseminar a prática dessas ações junto a população em geral.

A vistoria no Ruraltins ocorreu nas imediações e na obra onde está sendo construída a nova sede órgão.

Prevenção

O único modo possível de evitar a transmissão da dengue é a eliminação do mosquito transmissor. A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito, por isso é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Doenças e sintomas

Dengue

Dentre os principais sintomas estão, febre alta com início súbito;  forte dor de cabeça; dor atrás dos olhos; perda do paladar e apetite; manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo; náuseas e vômitos; extremo cansaço; moleza e dor nos ossos e articulações.

Outra variação é a dengue hemorrágica, forma mais agressiva da doença e que pode levar a morte em 24 horas. 

Chikungunya

Febre acima de 39 graus, de início repentino, e dores intensas nas articulações de pés e mãos – dedos, tornozelos e pulsos. Pode ocorrer, também, dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele. Cerca de 30% dos casos não chegam a desenvolver sintomas.

Zika vírus

Os sintomas do Zika vírus são semelhantes aos da Dengue, porém, o Zika vírus é mais fraco e por isso, os sintomas são mais leves e desaparecem entre 4 a 7 dias. 

Por: Redação

Tags: Gilberto Chaves, Ruraltins, Zika Vírus, campo