Campo

Foto: Divulgação

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) realizam, este mês, sete conferências territoriais para debater a Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) pública e de qualidade para os agricultores familiares.

A primeira conferência será no Território Sudeste, dias 12 e 13, na cidade de Dianópolis. Bico do Papagaio realiza, dia 19, em Itaguatins. Território Apa Cantão, nos dias 24 e 25, em Divinópolis, seguido do Território Sul Tocantinense, dias 25 e 26, em Araguaçu. Também no dia 26, a conferência será em Pedro Afonso, do Território Nordeste. Nos dias 25 e 26, acontece no território Médio Araguaia, em Couto Magalhães, e por último, dias 26 e 27, Território do Jalapão.

As conferências territoriais são preparatórias para a 2ª Conferência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (2ª Cnater). De cada conferência deverá sair um documento com as demandas e sugestões para apresentar nas conferências, Estadual, nos dias 14 e 15 de abril, em Palmas, e Nacional, no período de 31 de maio a 3 de junho, em Brasília (DF). 

Público alvo

Participam da Conferência agricultores familiares, assentados da reforma agrária, camponeses, extrativistas, pescadores artesanais, povos indígenas, quilombolas, povos e comunidades tradicionais, mulheres, jovens, entidades não governamentais prestadoras de serviços de Ater, entidades governamentais executoras de serviços de Ater, representantes do poder público e da sociedade.

Objetivo

Com o lema "Ater, agroecologia e alimentos saudáveis", a Conferência tem o objetivo de estabelecer estratégias e ações prioritárias para promover a universalização da Ater pública e de qualidade aos agricultores/as familiares do Brasil, visando ampliar a produção de alimentos para todos. A Conferência envolve, em todo o processo, representações das diversas instâncias de governo e da sociedade civil.

“É importante que se aprofunde o debate das especificidades das comunidades e povos tradicionais, antes da Conferência Nacional. É assim que as políticas públicas chegarão de forma mais eficiente perto dessa população”, ressalta o gerente de Assistência Técnica e Extensão Rural da Seagro, José Carlos Moraes.

Programação das conferências territoriais

Fevereiro/2016

Dias 12 e 13 – Território Sudeste – Dianópolis

Dia 19 – Território Bico do Papagaio – Itaguatins

Dias 24 e 25 – Território Apa Cantão – Divinópolis

Dias 25 e 26 – Território Sul Tocantinense – Araguaçu

Dia 26 – Território Nordeste – Pedro Afonso

Dias 25 e 26  – Território Médio Araguaia – Couto Magalhães

Dias 26 e 27 – Território Jalapão – Rio Sono.