Polí­cia

Foto: Subtenente PM Jadiel Araújo

A Polícia Militar do Tocantins realizou no ano de 2015 um total de 214.361 abordagens a pessoas, que resultaram na prisão em flagrante de 5.976 pessoas, sendo 5.231 adultos presos, 684 adolescentes apreendidos, e 61 foragidos recapturados. Os dados apresentados fazem parte do Balanço de Ações realizadas pela instituição no ano passado, divulgadas nesta sexta-feira, 12. Os dados foram obtidos através de relatório do Sistema Nacional de Estatísticas de Segurança Pública e Justiça Criminal, ligada ao Ministério da Justiça/Secretaria Nacional de Segurança Pública.

O total, as prisões realizadas pela PM em 2015 chegam ao número de 6.323, acrescentando-se a quantidade de prisões (320) apreensões de crianças e adolescentes (27) por ordem judicial. Já os dados referentes a veículos chegaram a expressiva quantidade de 110.403 abordagens de veículos suspeitos, e 106.028 abordagens de veículos em vistoria de trânsito. Os números refletem um índice de recuperação de veículos furtados ou roubados que chega a quase 83%. Do total de 1646 registros de veículos furtados ou roubados foram recuperados ou localizados pela PM a quantia de 1365.

A PM realizou ainda no ano de 2015 operações de diversas naturezas em todo Estado como: policiamento em eventos (3.626), reintegração de posse (14), ações e operações em apoio a outros órgãos (1.921), programas de prevenção (357), operações policiais, de batida ou integradas (692) escolta de presos (121), promoção de eventos socioculturais (63), dentre outras. Todas essas ações fazem parte do trabalho preventivo e ostensivo da PM, que integra o sistema de segurança pública do Tocantins.

Outro dado importante apresentado pelo levantamento de 2015 é referente ao número de armas apreendidas, em um total de 1134, sendo 574 armas de fogo e 560 armas brancas (faca, facão ou similar). Essas armas foram utilizadas para o cometimento de crimes ou tentativa, e deixaram de circular no Tocantins, evitando assim que fossem utilizadas em novos crimes.

Para o comandante Geral da Polícia Militar do Tocantins, coronel PM Glauber de Oliveira Santos, os dados positivos refletem o "trabalho incansável" da PM, que colabora para que o Tocantins seja um dos estados mais seguros do Brasil e com um dos melhores índices de confiabilidade na instituição Polícia Militar, segundo o comandante. “Na grande maioria dos levantamentos confiáveis realizados na área de segurança pública, o Tocantins figura sempre com índices de criminalidade abaixo da média nacional, e em termos de violência permanece como estado seguro para se viver”, destacou o comandante geral Glauber.

“Infelizmente o fenômeno da violência está se alastrando por todo o Brasil e em alguns estados chega a assustar, consequência do crescimento das cidades e da epidemia do consumo de drogas. Felizmente esse não é o caso do Tocantins. A Polícia Militar do Tocantins, e o sistema de segurança pública do estado, trabalham diuturnamente para que a violência aqui seja exceção e nunca regra”, finalizou o comandante.