Saúde

Foto: Valério Zelaya Em todo o Tocantins, a expectativa é de que a campanha imunize 288.519 animais Em todo o Tocantins, a expectativa é de que a campanha imunize 288.519 animais

Mais de 300 mil doses da vacina antirrábica animal foram disponibilizadas para realizar a campanha de vacinação contra a raiva no Tocantins. A campanha teve início na zona rural nesta última segunda-feira, 15, e segue até o dia 23 de março.

Já a vacinação dos animais da zona urbana está prevista para acontecer no dia D de Vacinação contra a Raiva Animal, no dia 27 de fevereiro. Nesta data, a vacina será disponibilizada em pontos organizados pelas secretarias municipais de saúde e nos Centros de Controle de Zoonoses (CCZ) de cada município.

Em todo o Tocantins, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), a expectativa é de que a campanha imunize 288.519 animais, sendo, pelo menos, 105.570 cães na zona urbana, 121.387 cães na zona rural e 61.562 gatos.

Segundo o assessor técnico de Zoonoses e Animais Peçonhentos, Rodolfo Braga Barros, a vacina contra a raiva é segura e indicada para cães e gatos com idade superior a dois meses, inclusive, fêmeas prenhas ou que estejam amamentando, animais idosos e animais que estejam sob tratamento medicamentoso.

A vacina será aplicada em dose única para todos os cães e gatos com idade acima de três meses. Os demais, segundo orientação do Ministério da Saúde, receberão um reforço vacinal 30 dias após a aplicação da primeira dose.

Raiva

No Tocantins, o último registro de raiva canina aconteceu em 2007 no município de Gurupi. Já os últimos casos de raiva humana foram registrados em 2002, sendo um caso no município de Arraias e outro no município de Palmeirópolis.

A raiva é uma zoonose viral que consiste em uma encefalite progressiva aguda e letal. Todos os mamíferos são suscetíveis ao vírus da raiva e, portanto, podem transmiti-la. A doença apresenta quatro ciclos de transmissão: urbano, silvestre rural e aéreo, sendo o urbano passível de eliminação através da vacinação.