Educação

Foto: Adilvan Nogueira

No próximo sábado, 27, haverá mobilização em todas as escolas estaduais do Tocantins para a distribuição de livros no Dia Nacional do Livro Didático. O objetivo é que pais e alunos sintam-se mais responsáveis pela conservação e cuidado com os exemplares que receberem. Na Secretaria da Educação, Juventude e Esportes haverá um momento de reflexão sobre o livro e a leitura, nessa sexta-feira, 26, a partir das 8 horas, com apresentações artísticas de educadores e alunos.

Na Escola Estadual Madre Belém, em Palmas, a distribuição do Livro didático começará às 8 horas, com orientação sobre o uso correto e a devolução das obras. Lá, as educadoras Dinalva Bandeira Barros Martins e Juvenilda Mendes Ribeiro Gomes estão montando os kits e espera a contribuição de todos os alunos para que eles utilizem os livros sem rasurá-los.

Os estudantes Marcelo Laurindo Rezende, 16 anos, e Maria Caroline Dias Freitas, 17 anos, do 3º do ensino médio, vão receber cada um, 11 volumes. “Vamos aproveitar para ler muito e nos prepararmos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)”, disse Marcelo. “Devemos ficar atentos porque não gostamos de receber livros rasgados, por isso temos a obrigação de cuidar melhor dos que recebemos”, observou Caroline.

No Centro de Ensino Médio Castro Alves, a programação será realizada no período da tarde, das 15 às 18 horas, durante a realização de reunião com os pais.

A coordenadora do programa de Livro Didático do Tocantins, Célia Maria Fernandes de Moraes, explicou que cada escola tem autonomia para definir a melhor forma de fazer a distribuição dos exemplares.  “Este ano, estamos recebendo livros novos da 1ª a 5ª série do ensino fundamental. A nossa intenção é ajudar na formação de uma sociedade leitora, com condições para promover a inclusão social”, frisou Célia.

A distribuição dos livros da editora à escola é realizada pelas agências dos Correios e faz parte do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) do Ministério da Educação. No ano passado foram distribuídos no Tocantins, aproximadamente 279 mil exemplares.