Estado

Foto: Elizeu Oliveira

No Tocantins, com a finalidade de participar de uma reunião do Parlamento Amazônico, nesta quinta-feira, 25, na Assembleia Legislativa, deputados estaduais dos nove estados que compõem a região Amazônica foram conclamados para somar esforços na busca por soluções para os problemas da região. O pedido – oriundo de posicionamento unânime defendido pelos chefes de Executivo que compõem o Fórum de Governadores da Amazônia Legal - foi feito pelo governador Marcelo Miranda, durante a recepção feita aos deputados que compõem o Parlamento, em reunião no Palácio Araguaia.

“Muitas das discussões e atitudes tomadas pelo Parlamento Amazônico vão ao encontro do que vem sendo discutido no Fórum de Governadores da Amazônia Legal, que reúne os chefes do executivo desta região. Por isso, solicitamos o apoio dos parlamentares na defesa de alguns pontos elencados nos nossos encontros”, frisou o governador, que pontuou duas defesas dos governadores da região. “Primeiro o reconhecimento efetivo do papel dos governos estaduais na redução do desmatamento na Amazônia Legal e segundo, que as unidades federativas passem a receber recursos proporcionais à redução do desmatamento em seus estados. É imenso o empenho dos gestores da Amazônia Legal no combate à degradação do meio ambiente”, destacou o governador.

Para Marcelo Miranda, nada mais justo que esses entes federativos sejam recompensados com recursos oriundos das compensações decorrentes da tarefa de manter ou reduzir os índices de desmatamento já alcançados. “A Amazônia Legal é a maior esperança no processo de redução do aquecimento global. Isso merece o olhar cuidadoso de todos: poderes constituídos e sociedade. Somente por meio dessa parceria venceremos os desafios que comprometem a nossa missão mais relevante e urgente de preservar a vida no planeta terra”, afirmou.

Na ocasião, o governador enfatizou a importância do Parlamento Amazônico para a discussão de relevantes temas que envolvem a região e lembrou que a partir do bloco, o País começou a descobrir um novo Brasil. “As discussões dos temas que envolvem a Amazônia vão muito além das questões ambientais”, disse o governador. Ele também pediu atenção especial para a questão das rodovias que cortam reservas indígenas, que segundo ele poderiam ser beneficiadas com a implantação de infraestrutura rodoviária.

Bastante à vontade junto ao grupo de deputados, Marcelo Miranda disse que esses encontros são fundamentais para o surgimento de políticas públicas comuns entre os estados.

O presidente do Parlamento Amazônico, deputado estadual do Amazonas, Sinésio Campos, reforçou as palavras do governador e disse que as questões que envolvem os estados da região precisam ser realmente discutidas com os representantes locais. “As demandas que envolvem interesses da região amazônica não podem ficar restritas às discussões no âmbito do Congresso Nacional”, defendeu. 

Reunião

A 5ª reunião ampliada do Parlamento Amazônico está sendo realizada no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins, com a presença de deputados estaduais dos nove estados que compõem a Amazônia Legal.

Parlamento Amazônico

O Parlamento Amazônico é formado por deputados estaduais dos nove estados que compõem a Amazônia Legal brasileira: Amazonas, Acre, Amapá, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Pará, Maranhão e Tocantins.