Economia

Foto: Divulgação

A facilidade em adquirir produtos com total comodidade, longe de filas e receber o produto desejado em casa ou no trabalho, são apenas algumas das vantagens que atraem milhares de consumidores para as lojas virtuais. Infelizmente existem casos em que as compras online não são concluídas como o esperado, o que estimula frustração e certa desconfiança em adquirir produtos de uma loja virtual. Para esclarecer as dúvidas e orientar os consumidores sobre o assunto, o advogado da rede Supermercados Mambo, José Frederico Cimino Manssur, ensina o que deve ser feito para que você não tenha dor de cabeça e a sua experiência de compra seja bem sucedida.

Segundo o advogado a primeira ação necessária quando se está escolhendo um produto ou serviço é checar algumas informações, “Quando vamos contratar um serviço é natural que busquemos referências da empresa ou profissional. Nas compras online também devemos ter esse cuidado, e checar se o site escolhido traz dados como razão social, CNPJ, endereço, telefone, e-mail. Essas são informações obrigatórias, seguindo o Decreto Federal de nº 7961/13. Se um site não estiver seguindo a lei, é recomendado não prosseguir com a compra independente da oferta ser boa ou não”. O segundo passo é pesquisar sobre a qualidade e reputação da loja, “Existem sites específicos para o consumidor relatar suas reclamações, como o Reclame Aqui, por exemplo. Entre nesses sites e confira a avaliação da empresa que você deseja realizar a compra. Além disso, o Procon-SP fornece uma lista de comércios eletrônicos classificados como não confiáveis em seu site. Fuja dessas empresas”.

Se alguma loja tiver um nome parecido com uma grande rede, fique atento, “Antes de realizar a compra acesse o site oficial da marca, entre em contato por um dos canais disponíveis e confirme se o site é de fato do mesmo grupo. Como as empresas mais conceituadas já possuem um nome a zelar no mercado existem casos de lojas virtuais não idôneas que se aproveitam disso”. A rede Supermercados Mambo, por exemplo, além de informar seus clientes nas lojas físicas, que sua única loja virtual é a www.mambo.com.br, também noticia em sua página principal que Mambo é marca registrada – o que significa que nenhuma outra empresa ou site pode utilizar o mesmo nome, pois estará passivo a processo por utilização indevida.

Outra dica importante é verificar os certificados de segurança que o site oferece, pois é uma forma de garantir ao consumidor que seus dados financeiros estão seguros.  “Se tudo estiver ok, após a compra, a loja envia por e-mail o comprovante constando número de pedido, descrição de itens, prazo de entrega e contato do SAC em caso de dúvidas. Imprima esse e-mail e guarde-o até o recebimento do produto. Além de ser um registro caso a compra tenha alguma divergência, ele comprova o compromisso assumido pela empresa e pode ser útil em reclamações ou processos judiciais”, explica o advogado.  

E para finalizar, evite fazer compras em computadores públicos ou compartilhados, “prefira realizá-las a partir de terminais pessoais - notebooks, computadores, tablets e celulares próprios. Máquinas públicas podem ter seu sistema operacional com vírus, ou programados para capturar informações pessoais, como número de cartão de crédito, cpf, etc. ”, explica o advogado. Mantenha seus equipamentos com antivírus e sempre atualizados, “Evite clicar em links e e-mails desconhecidos. Podem ser falsos. Geralmente eles apresentam promoções imperdíveis ou arquivos anexos que estimulam a curiosidade para você fazer o download”, conclui Dr. Frederico Manssur.

Por: Redação

Tags: José Frederico Cimino Manssur