Polí­tica

Foto: Divulgação

Diante de um embate na sessão da Câmara de Vereadores de Palmas desta terça-feira, 1º de março, o vereador professor Júnior Geo (PROS) convidou os colegas parlamentares à reflexão. Destacou a importância de relembrar a função que este agente político desempenha diante da sociedade.

Para Geo, é necessário fazer uma avaliação individual das posturas para entender os erros diante de uma sociedade cada vez mais insatisfeita com o atual cenário político. “Por mais que queiramos agir de forma correta, talvez estejamos cometendo alguns erros e não nos demos conta que é hora de avaliar a postura e deixar as desavenças de lado. Não existe vereador de base e de oposição, existe vereador eleito pela sociedade e para a sociedade”, afirmou.

O vereador destacou ainda que ninguém é eleito para defender prefeito ou ser oposição, mas para representar uma sociedade, fiscalizar e legislar em favor dela. Para ele, se existem denúncias, elas devem ser averiguadas para tomar as devidas providências.

O embate

O vereador Milton Néris (PR) que manifestou a sua saída da base aliada para a oposição, acusou a gestão de manobra ao retirar o projeto de lei que prevê o aumento do IPTU em um momento de destaque para a população. Segundo Néris, o projeto voltaria a Casa em outubro, após as eleições e quando estivesse fora de atenção.

O líder da base aliada da prefeitura, vereador José do Lago Folha Filho (PTN), questionou a posição do colega que na semana anterior defendia a gestão. O vereador Major Negreiros (PP) também acusou incoerência em relação à mudança.