Campo

Foto: Welcton de Oliveira

Representantes da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev) - Regional Goiás/Tocantins/Brasília, e da Central de Silvanópolis reuniram-se na tarde dessa quarta-feira, 2, para avaliar as ações de Recebimento Itinerante (RI) no ano passado e definir as datas e locais que receberão as ações em 2016.

Durante a reunião, na sede da Adapec, na Capital, foram definidos oito municípios para receber participar da ação de RI, sendo eles: Dianópolis no projeto Manuel Alves – 25/05, Paraiso do Tocantins – 07/06, Miranorte – 08/06, Porto Nacional no Projeto São João – 15/06, Itacajá – 25/08, Xambioá – 28/09 e Barrolândia, no mês de maio, e Santa Fé do Araguaia, ainda sem confirmação de data.

De acordo com o Inpev, ainda serão inclusos alguns municípios da região do Bico do Papagaio, que já fazem parte da ação de recebimento itinerante e que ainda irão definir seus calendários.

A vice-presidente da Adapec, Márcia Helena da Fonseca diz que a Agência continuará apoiando o projeto do Inpev. “É um inciativa que vem dando certo no Tocantins, principalmente porque é voltado para os pequenos produtores rurais que, em muitos casos, tem dificuldade em devolver uma só embalagem, uma vez que os postos nem sempre estão próximos. Por isso, o governo do Estado mantém esta parceria para que possamos retirar do campo este passivo que pode causar danos ao ser humano e ao meio ambiente”, disse Humberto. 

O diretor de Defesa, Inspeção e Sanidade Vegetal, Carlos César Barbosa defende maior envolvimento dos lojistas e a ampliação da parceria com outros órgãos. “O projeto de recebimento itinerante é de suma importância para atender os pequenos produtores de nosso Estado. A Adapec é um órgão regulador e cabe a nós orientar sobre a maneira correta de devolver estas embalagens e fiscalizar a sua destinação, entretanto somos hoje um dos articuladores da ação”, disse Carlos César.

A coordenadora de operações do Inpev – GO/TO/DF, Acilamar Vilela elogiou o trabalho e contribuição da Adapec no processo e disse que o Inpev acompanhará as reuniões de preparação nos municípios atendidos pelo RI.

Expansão

Foi ainda apresentado pelo Inpev um estudo de expansão de atendimento no Tocantins. O órgão vislumbra grande crescimento da produção, a partir do incremento do Matopiba e já está mapeando as principais regiões do estado para a criação de novos postos fixos e ampliação de locais de recebimento itinerante.

Dados

Em 2015, foram realizadas onze ações de recebimento itinerante no Tocantins, nos municípios de Dianópolis (Projeto Manuel Alves), Paraíso do Tocantins, Miranorte, Barrolândia, Porto Nacional (Projeto São João), Buriti do Tocantins, Axixá, Araguatins, Tocantinópolis, Augustinópolis e Xambioá, onde foram recebidas 15.856 embalagens de agrotóxicos, beneficiando diretamente mais de 450 pequenos agricultores.