Saúde

Foto: Caroline Falcão

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) reúne técnicos municipais na próxima segunda-feira, 7 de março, no auditório da Fundação Universidade do Tocantins (Unitins) em Palmas, a partir das 8h30min, para apresentar as orientações do novo Plano Nacional de Erradicação da Poliomielite. Participam do encontro cerca de 80 municípios. Os demais municípios do Estado recebem as mesmas instruções nos dias 10 e 11 de março, em Araguaína, no auditório da Prefeitura.

Na ocasião, os municípios serão orientados a realizar um inventário do estoque de vacinas orais contra a poliomielite para administração das doses até o dia 31 de março deste ano. A partir de 1º de abril, todos os municípios passarão a administrar doses de novo lote.

“O vírus da poliomielite tem os sorotipos 1, 2 e 3 e por causa da erradicação do vírus do sorotipo 2, o Ministério da Saúde passará a oferecer vacina contra a polio com nova composição. A novidade é que essas doses terão mais ativos do sorotipo 2”, explica a enfermeira Greicy Rivelo, da Gerência Estadual da Imunização.

Poliomielite

A poliomielite ou paralisia infantil, como é mais conhecida, é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria das vezes, a criança que adquire a infecção pelo vírus da doença sofre lesões no sistema nervoso que provocam paralisia, principalmente, nos membros inferiores do corpo. A vacina é gratuita e é considerada a melhor forma de prevenção da doença.

Na rotina de imunização, a vacina oral contra a poliomielite é indicada a crianças aos 15 meses de vida e com quatro anos. Além disso, a vacina também é oferecida em campanhas de vacinação nacional em todo o País.