Campo

Foto: Manoel Júnior

Tons amarelados, alaranjados e terrosos tomam conta do cenário tocantinense, são as lavouras de soja que estão no ponto de colheita. O Tocantins plantou mais de 870 mil hectares de soja e dentro das condições normais iria ultrapassar a marca de 2,5 milhões de toneladas de grãos. As previsões ainda estão sendo atualizadas a cada levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), mas é certo que esse número não será alcançado, o motivo da perda ocorrida esse ano, foi devido à escassez de chuvas, principalmente no mês de fevereiro, influenciado pela presença do El Niño na região.

A colheita de soja no Tocantins deve ser finalizada no próximo mês e o último levantamento divulgado pela Conab indica queda de 11% com relação da safra passada, saindo de 2,47 para 2,19 milhões de toneladas. O destino do grão colhido no Estado é para as esmagadoras e para exportação. Um dos grandes consumidores da soja tocantinense, que atualmente compreende 71% do volume de exportações, é o mercado asiático, em particular a China.

Apesar de estar sendo uma safra difícil, os produtores continuam otimistas com o cultivo do grão no Tocantins. O agricultor Ademir Rossato está na sua quarta safra, e nesta 2015/2016 plantou 5.400 hectares na fazenda Nossa Senhora da Carmo, município de Porto Nacional. Ele destaca que, ao longo dos três anos de investimentos na produção de grãos no Estado, tem obtido resultados positivos. “Infelizmente esta foi difícil, mas estamos otimistas com a próxima safra e já começamos a planejar”, adianta.

Segundo Ademir Rossato, os grãos colhidos em sua propriedade estão, de modo geral com umidade média de 17%, e serão vendidos diretamente para a esmagadora instalada no município de Porto Nacional, uma vez que não estão aptos para exportação. “Em alguns trechos da lavoura a perda pode chegar a 20%. Enfim esta safra não será de lucro, esperamos que pelo menos consiga pagar as despesas de custo”.

Planejamento

O secretário do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) Clemente Barros, ressalta que a Secretaria da Agricultura está atenta no sentido de oferecer condições técnicas ao produtor a respeito das variações climáticas, especialmente através do Portal da Agrometeorologia, e dando apoio institucional no propósito de minimizar os efeitos de quaisquer intemperes que ameaçam os bons resultados da agropecuária tocantinense.  

O Portal da Agrometeorologia (www.agrometeorologia.seagro.to.gov.br) disponibiliza diariamente informações meteorológicas coletadas nas 14 estações, para subsidiar o produtor rural, desde o planejamento, decisões sobre plantio, entre outros.

6º levantamento

De acordo com a estimativa do 6º levantamento da Conab a produção de grãos de grãos no Tocantins será de 3,58 milhões de toneladas, 15% a menos que a safra 2014/2015, que foi de 4,22 milhões. A área plantada também teve redução de 3,2%, saindo de 1, 24 milhões de hectares para 1,2 milhões nesta safra.