Campo

Foto: Divulgação

A Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins (Adapec) alerta os produtores de soja, que realizaram o plantio na safra 2015/2016 e ainda não cadastraram as propriedades, para que procurem um dos escritórios do órgão e regularizem suas culturas até o fim da colheita. Já foram cadastradas pela Adapec 742 propriedades, somando 556.365 hectares, o que representa 76% de toda a área plantada.

Segundo o gerente de Sanidade Vegetal da Adapec, Marley Camilo de Oliveira, o objetivo deste recadastramento é saber quais as propriedades cultivaram soja no estado, na safra 2015/2016, para que a Agência fiscalize estas áreas durante o período de vazio sanitário, de 1º de julho a 30 de setembro. “O cadastro é fundamental para que a Adapec faça o controle da ferrugem asiática nestas propriedades”, disse Marley

De acordo com a Adapec, o cadastro é obrigatório conforme prevê a Portaria nº 419/14 e o produtor que deixar de cadastrar a propriedade poderá sofrer sanções previstas em Lei. “Ainda restam 24% das propriedades a serem cadastradas no estado, por isso, conclamamos esses sojicultores para que procurem um dos nossos escritórios e informe a área plantada”, pontuou Marley Camilo, acrescentando que o trabalho realizado pela Adapec durante o vazio sanitário visa reduzir a presença do fungo causador da praga da ferrugem asiática, diminuindo a possibilidade de ocorrência da doença no período vegetativo e reduzindo o número de aplicações de fungicidas nas lavouras.

A colheita de soja no estado teve início neste mês e deve se estender até meados de abril. No último dia 9, o governador Marcelo Miranda fez a abertura oficial da colheita de grãos, no município de Porto Nacional.

Dados

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foram plantados no Estado 729.246 hectares de soja na safra 2015/2016. 

Por: Redação

Tags: Adapec, Marley Camilo de Oliveira