Polí­tica

Foto: Divulgação

A secretária de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Meire Carreira assumiu na tarde desta última quarta-feira, 23, no Rio de Janeiro, a presidência do Partido da Mulher Brasileira (PMB), no Tocantins. A reunião que transmitiu a Meire Carreira o comando da sigla no Estado contou com a presença da presidente Nacional do PMB, Suêd Haidar, da vice-governadora e pré-candidata à Prefeitura de Palmas, Cláudia Lelis e do presidente regional do PV, Marcelo Lelis. 

A vice-governadora comentou a aliança partidária. “A decisão da nacional em repassar à Meire o comando do PMB no Estado é um grande avanço, sei o quanto ela é capaz de fazer pelo crescimento do partido em nosso Estado e em Palmas”, disse a vice-governadora.

Otimista, a presidente nacional da sigla, Suêd Haidar ressaltou que o PMB é uma legenda capaz de defender o reconhecimento não só da mulher, mas também dos homens, “garantindo em um mundo globalizado, o desenvolvimento do País como um todo, tenho certeza que agora, no comando da Meire Carreira o PMB irá deslanchar no Tocantins e dar sua contribuição para o desenvolvimento do Estado”, ressaltou. 

A secretária Meire Carreira afirmou que trabalhar em prol dos objetivos da mulher sempre sua bandeira “e agora teremos a oportunidade de avançar ainda mais, me identifico muito com a ideologia do PMB, e juntos vamos trabalhar pela valorização e inclusão da mulher na sociedade, não só no cenário político, mas em todas as áreas”, disse prometendo trabalhar também pelo crescimento do partido no Estado.

História

O PMB é um partido de centro-esquerda, que pretende impulsionar a política nacional de forma a determinar a busca dos seus principais eixos de luta como a valorização social, moral, profissional e política da mulher, bem como a integração da sociedade, visando alcançar por meio de medidas econômicas, sociais e políticas, o desenvolvimento nacional sem o caráter excludente e/ou discriminatório de quem quer que seja.