Campo

Foto: Madson Maranhão

Com a finalidade de debater sobre o futuro da cadeia de lácteos no Tocantins, a Câmara Setorial do Leite realiza reunião com técnicos e produtores de leite, nesta quarta-feira, 30, às 15h, no auditório da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), em Palmas. Participam do evento diversas entidades que, de forma direta ou indireta, fazem parte ou influenciam a cadeia de lácteos do Tocantins. 

“O Fórum trabalha com planejamento estratégico, visando aumentar a produção leiteira no Estado, melhorar a capacitação técnica, a qualidade dos produtos, a assistência técnica, a qualidade de vida dos produtores, viabilizar a industrialização, comercialização, a logística e infraestrutura e gestão da informação para o setor”, afirma a diretora de Políticas para a Pecuária da Seagro e representante da instituição no fórum, Érika Jardim. 

A Câmara Setorial do Leite é o fórum de discussão em busca de soluções para os problemas e oportunidades do setor lácteo tocantinense. A missão é elaborar políticas para o setor lácteo tocantinense, norteando instituições, propondo e monitorando ações que promovam seu desenvolvimento. A visão do Fórum é ser o organizador do setor lácteo e promotor do desenvolvimento sustentável com qualidade inovação, equidade e respeito á vida. O fórum prima pela responsabilidade social, o desenvolvimento setorial sustentável, inovação, integridade, justiça e humanismo. 

Membros

Além da Secretaria da Agricultura, integram a Câmara Setorial de Leite, o Sebrae Tocantins, a Faculdade Católica do Tocantins, a Universidade Federal do Tocantins (UFT),  a Federação da Agricultura do Estado do Tocantins (Faet), a Secretaria do Trabalho e Assistência Social (Setas), Unitins Agro, o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Secretaria da Saúde (Sesau), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), a Superintendência Federal da Agricultura (SFA), o Ministério da Agricultura, da Pecuária e do Abastecimento (Mapa), a Embrapa, a Agência Estadual de Fomento, a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), a Secretaria Municipal da Agricultura (Sagri), além de cooperativas e associações de produtores de leite do Tocantins.