Polí­tica

O prazo de filiações estipulado pela Legislação Eleitoral, a Lei nº 13.165/2015 (minirreforma eleitoral), terminou no último sábado, 02, para quem deseja concorrer as eleições deste ano e o Partido Verde (PV), da vice-governadora e pré-candidata a prefeita de Palmas, Cláudia Lelis, aproveitou a reta final para realizar filiações importantes na Capital e reforçar seu time na corrida pelo Paço Municipal.

Na sexta-feira, 1º de abril, a Pevista reuniu-se com lideranças da região Sul da Capital e filiou ao PV o professor Ramon, líder de movimentos estudantis e pré-candidato a vereador pela região. No sábado, a vice governadora participou de um evento de filiações do PMB, no Setor Sonho Meu, quando a Sigla agregou a pré-candidata ao cargo de vereadora, Cida Gloria. O PMB que tem como presidente regional a secretária Meire Carreira, do Meio Ambiente, já declarou apoio a pré-candidatura de Cláudia Lelis à Prefeitura de Palmas.

Outros reforços importantes para o Partido Verde veio em Tocantínia. Lá, o PV recebeu 26 lideranças indígenas que ingressaram no partido reforçando as filiações. Foram filiados a líder do Conselho Nacional de Políticas Indigenistas, Elite Xerente, a líder local, Xerente Srewê e os vereadores do município, Ivan Xerente, que deixou o PT e o vereador Manin, que saiu do PSB, o secretário de Meio Ambiente do município de Tocantinia, Orcilio Sousa, dentre outros líderes.

“Foi uma semana extremamente positiva para o PV e para esse novo projeto que estamos construindo para Palmas Foram adesões importantes, líderes que de fato irão somar e muito nesse processo, eles chegam para reforçar o PV na nossa Capital e em todo o Estado”, disse Cláudia Lelis.

O presidente do PV no Estado, Marcelo Lelis avaliou o crescimento do partido. “Estamos trabalho duro, por isso o PV tem se fortalecido em Palmas e em todo o Estado”. “Vamos ter candidatura a prefeito em mais de 50 cidades, isso é fruto de um trabalho árduo que temos feito dioturnamente e nessa reta final do prazo conseguimos avançar bastante, com filiações que resultarão em candidaturas muito fortes, com chances reais de vitórias”, disse