Campo

Foto: Divulgação

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) e Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) estão ampliando o número de estações meteorológicas automáticas no Tocantins. Nesta última segunda-feira, 04, entrou em funcionamento a estação de Almas, região Sudeste do Estado e até o próximo dia 10, está previsto em operacionalização a estação de Pium, região Sudoeste do Estado.

Atualmente são 16 estações meteorológicas. As já instaladas estão localizadas nos municípios de: Araguaína, Araguatins, Araguaçu, Campos Lindos, Dianópolis, Formoso do Araguaia, Gurupi, Marianópolis, Mateiros, Palmas, Paranã, Pedro Afonso, Peixe, Porto Nacional, Santa Rosa e Taguatinga, atendendo todas as regiões produtivas do Estado. Já foram autorizadas mais quatro estações, com previsão de instalação ainda este ano, nos municípios de Colinas do Tocantins, Lagoa da confusão, Rio Sono e Santa Fé do Tocantins.  

Os dados meteorológicos são importantes, pois permitem aos técnicos informarem o grau de adversidade principalmente sobre temperatura e clima, proporcionando ao setor agropecuário, defesa civil, construção civil, órgãos de pesquisas e sociedade tomar decisões concisas e acertadas.

A gerente de Agrometeorologia da Seagro, Denise Coelho, ressalta que essas estações são do Inmet / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que conta com o apoio do Governo do Estado, por meio da Seagro, para a operacionalização e manutenção das mesmas. “O Acordo de Cooperação Técnica, firmado entre o Instituto e a Secretaria da Agricultura, nos permite acesso aos dados coletados, como temperatura do ar (mínima, média e máxima); umidade relativa do ar; insolação; evaporação; precipitação pluviométrica; pressão atmosférica; direção e velocidade do vento, classificação das nuvens; nebulosidade e visibilidade”.

Instalações

A gerente de Agrometeorologia explica que as áreas onde são instaladas as estações são cedidas, via Cessão de Uso, pelo produtor rural que tenha CNPJ (não pode ser pessoa física). “A Seagro escolhe os locais, a seguir passa pela autorização do Inmet. Depois de aprovada, a Secretaria da Agricultura visita a propriedade onde ficarão os aparelhos que compõem a estação meteorológica automática, e a área é demarcada e cercada. Assim que o cercado fica pronto, os técnicos do Inmet de Brasília (DF) vêm ao Tocantins para a instalação”, complementa Denise Coelho.