Campo

Foto: Lenito Abreu

O Governo do Estado, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) participará da 43ª Reunião Ordinária da Comissão Sul-Americana paraa Luta Contra a Febre Aftosa (Cosalfa), entre os dias 7 e 8 de abril, na cidade de Puntadel Este, no Uruguai. O objetivo do evento é analisar a situação atual da febre aftosa após cinco anos da implementação do Plano de Ação 2011-2020, visando o fortalecimento da luta contra a enfermidade, na última etapa de sua erradicação no continente.

O presidente da Adapec, Humberto Camelo e a diretora de Defesa, Inspeção e Sanidade Animal, Regina Barbosa representarão o Tocantins, que celebra em maio deste ano, 19 anos livre da doença com vacinação. “Os debates têm uma contribuição valiosa, pois traçam estratégias para fortalecermos ainda mais nosso status sanitário, e colaboram com o combate à doença em territórios que ainda não têm o reconhecimento sanitário”, afirmou Humberto Camelo.

Entre os principais temas a serem debatidos estão: situação sanitária dos programas nacionais de erradicação da febre aftosa; uma atualização sobre o risco da persistência do vírus tipo C; o setor privado frente às estratégias regionais e sub-regionais do Plano Hemisférico para a Erradicação da Febre Aftosa (PHEFA); avanços em áreas e países sem o status de febre aftosa reconhecido, entre outros. 

Área livre

De acordo com o Ministério da Agricultura, o Brasil possui 23 estados e o Distrito Federal reconhecidos internacionalmente como livres de febre aftosa com vacinação, Santa Catarina continua sendo o único livre da doença sem vacinação. O próximo passo é alcançar a meta de um país totalmente livre da doença. Para isso, o Mapa realiza um trabalho conjunto com os governos estaduais e a iniciativa privada para que Amapá, Roraima e Amazonas também sejam reconhecidos.

Por: Redação

Tags: Adapec, Febre Aftosa, Humberto Camêlo, campo