Campo

Foto: Divulgação

Avaliar a bovinocultura de corte brasileira, levando em consideração aspectos como evolução do rebanho, qualidade de pastagens, técnicas de manejo e índices zootécnicos. Esses são os objetivos do Rally da Pecuária, que neste ano vai percorrer 60 mil quilômetros, em 11 estados brasileiros, mapeando e fotografando as pastagens para abastecer a base estatística do setor. A expedição começa nesta segunda-feira (11/04) no Rio Grande do Sul e segue com destino ao Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rondônia e Acre até dia 10 de junho. O Rally é organizado pela Agroconsult, com o apoio institucional da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

A edição deste ano conta com sete equipes formadas por técnicos do setor, que visitarão 150 pecuaristas em busca de informações como homogeneidade do pasto, volume de massa, população de plantas, altura do capim, além de um histórico de utilização das pastagens relatado pelos próprios produtores. Os técnicos também vão realizar entrevistas qualitativas e quantitativas para levantar dados do total de cabeças de gado, confinamento, índices de fertilidade, manejo sanitário, comercialização de animais, entre outros, sendo todas as informações registradas em um questionário padrão.

Além de visitar bovinocultores, a programação do Rally da Pecuária também inclui a realização de eventos em Bagé, São Gabriel e Alegrete, no Rio Grande do Sul; Umuarama, no Paraná; Presidente Prudente, em São Paulo; Uberlândia, em Minas Gerais; Goiânia e Nova Crixás, em Goiás; Campo Grande, Naviraí e Aquidauana, em Mato Grosso do Sul; Rondonópolis e Juara, em Mato Grosso; Gurupi e Araguaína, em Tocantins; Xinguara, São Felix do Xingu e Redenção, no Pará; Ji-Paraná e Ariquemes, em Rondônia e Rio Branco, no Acre.

Os dados coletados pelos técnicos serão apresentados em um relatório e divididos nas seguintes abordagens: tendência de aumento ou redução do rebanho, quantidade de animais confinados por perfil, controle de invasoras e insetos nas pastagens, nutrição do rebanho, condição geral dos pastos e do rebanho, tecnologias de reprodução e uso de Inseminação Artificial (AI) e Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF), sanidade, estrutura de propriedade e evolução da produtividade.

Rally da Pecuária 2015 

No ano passado, o Rally percorreu mais de 70 mil quilômetros em onze estados e entrevistou 120 pecuaristas. Das propriedades visitadas, 12% registraram produtividade média acima de 18 arrobas por hectare/ano.

Por: Redação

Tags: Rally da Pecuária, campo