Campo

Foto: Vivianni Asevedo Reitora da Unitins Elizângela Glória Cardoso com o coordenador geral da Embrapa Carlos Magno e o pesquisador da Unitins Expedito Cardoso durante colheita de arroz em Formoso do Araguaia Reitora da Unitins Elizângela Glória Cardoso com o coordenador geral da Embrapa Carlos Magno e o pesquisador da Unitins Expedito Cardoso durante colheita de arroz em Formoso do Araguaia

Acontece nessa quarta-feira, 13, na Fazenda Verdes Campos em Formoso do Araguaia a Visita Técnica de Campo para apresentação do Arroz Catiana, nova variedade de arroz irrigado desenvolvido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária em parceria com a Unitins. A nova cultivar demorou 10 anos para ser desenvolvida e chega ao mercado com enorme expectativa.

Alta produtividade, resistência a doenças e facilidade de cozimento são algumas das vantagens da nova variedade que está prevista para ser lançada oficialmente durante a realização da 16ª Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins 2016), em maio. A informação é do chefe geral da Embrapa Tocantins, Carlos Magno Campos da Rocha que anuncia que o BRS Catiana será recomendado para todo o país.

BRS Catiana

A nova cultivar de arroz irrigado desenvolvido pela Embrapa Arroz e Feijão, com sede em Goiânia (GO) em parceira com a Unitins, chega ao mercado num momento crítico da rizicultura em face de ataques de doenças em função das mudanças climáticas.

Considerado o novo arroz do Brasil, o BRS Catiana apresenta inúmeras vantagens: alta produtividade, 10 mil quilos por hectare, enquanto a media da região é de seis mil quilos; alta tolerância a acamamento e a doenças, além de boa soltabilidade e facilidade no cozimento, ou seja, plenamente aprovado na mesa.

Com estas características o BRS Catiana tem tudo para virar a nova mania dos produtores de arroz irrigado de todo o Brasil. Segundo os pesquisadores o nome Catiana é uma homenagem a uma tribo indígena do Pará.

Por: Redação

Tags: Formoso do Araguaia, Unitins, campo