Polí­cia

Foto: Divulgação
  • Material apreendido pela PM utilizado na fabricação de explosivos

Numa operação conjunta entre as equipes da Polícia Militar foram presos oito mineradores ilegais nesta quinta-feira, 14, no município de Jaú, região sul do Estado. Com os acusados, todos oriundos do Estado de Minas Gerais, foram apreendidos materiais utilizados para produzir explosivos. O suspeito apontado como proprietário do garimpo fugiu pela mata.

Após uma denúncia, o serviço de inteligência da PM confirmou as informações a respeito da extração ilegal de minério na região. Foi feito o levantamento de dados e os policiais militares do serviço ordinário, da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE) e do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), conseguiram localizar o garimpo clandestino e prender os envolvidos.

No local foram encontrados uma arma de fogo tipo revólver, calibre 38, 19 munições do mesmo calibre, além de cinco caixas de um material utilizado como acionador de explosivos, dois mil metros de um tipo de corda de detonação (cordel detonante), 15 metros de estopim, também utilizado para o mesmo fim, 125 quilos de nitrato de amônia, empregado como matéria prima na fabricação do explosivo.

Os policiais apreenderam também duas caminhonetes, R$ 4.500,00 em espécie, além de diversas pedras de turmalina, um mineral classificado como semiprecioso muito requisitado para a fabricação de joias. Dos oito presos, um já respondia perante a Justiça por furto, outro por tentativa de homicídio e um terceiro por homicídio.

Ainda conforme as informações apuradas, um deles já teria servido o Exército e possuía grande conhecimento em produção de material explosivo. Eles foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Peixe e autuados em flagrante por crimes ambientais e demais infrações previstas na legislação penal vigente.

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Militar