Cultura

Foto: Divulgação

Os Estados Unidos e alguns poucos países da Europa e da América Latina dominam a produção cinematográfica comercial que assistimos nos cinemas e na televisão. No entanto, a quantidade de filmes produzidos em todo o mundo é gigantesca, e esse volume acaba ficando restrito aos países de origem. Outras culturas, línguas, costumes, diferentes maneiras de contar uma história. Tudo isso fica escondido em festivais e sessões alternativas, obedecendo a uma voraz corrida econômica, onde quem tem mais dinheiro, consegue levar seu produto mais longe.

Para aproximar o espectador de outras culturas e realidades do cinema, o CineSesc Palmas e Gurupi apresentam um recorte contemporâneo de produções chinesas, japonesas, iranianas e indianas na mostra: O cinema do Leste – filmes do continente asiático. São quatro películas, apresentadas às sextas, sábados e domingos, às 16h e 19h, entre 1 e 30 de abril. A entrada é gratuita.

Quem abre a mostra é o chinês “Cinzas do Passado – Redux”. Ouyang é um espadachim solitário e amargo que ganha a vida contratando assassinos de aluguel. Impiedoso e cínico, sofre por ter perdido um amor, perda provocada por sua própria negligência. Durante a passagem das estações do ano, ele começa a refletir sobre a origem da sua solidão.

No japonês “O que eu mais desejo”, dois irmãos são separados após o divórcio dos pais na ilha de Kyushu. Koichi, o mais velho, vai morar com a mãe e os avós em uma área campestre, perto de um perigoso vulcão. Já o outro irmão continua vivendo com o pai, em uma região moderna e industrializada. Certo dia, Koichi descobre em uma aula que o trem bala chegaria a ilha e se lembra de uma crença popular, que diz acontecer milagres quando dois trens se cruzam. Então, o garoto arma um plano para ver o cruzamento entre os trens e realizar seu sonho: o vulcão entrar em erupção e destruir parte da ilha onde mora, para que voltem a morar todos juntos com o pai.

Em “Lunchbox”, a empresa de entrega de comidas Mumbai Dabbawallahs é um serviço muito tradicional em Mumbai, na Índia. Um dia, as entregas vão para destinos diferentes e aproximam Saajan, viúvo solitário, de Ila, dona de casa infeliz com o casamento. Juntos, eles criam um mundo de fantasia a partir de mensagens trocadas nas embalagens usadas de comida.

Por último, no iraniano “Onde fica a casa do meu amigo?”, Ahmad vai fazer seu dever de casa e percebe que pegou, por engano, o caderno do colega de classe. Sabendo da rigidez da professora, que exige que as tarefas sejam feitas no caderno, o garoto embarca em uma aventura cheia de humanismo e fraternidade na tentativa de destrocar os cadernos.

O CineSesc Palmas está localizado no Centro de Atividades (502 Norte) e o CineSesc Gurupi, na Unidade Operacional.

Por: Redação

Tags: Agenda Cultural, CineSesc, Gurupi, Sesc