Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado Paulo Mourão (PT) foi calorosamente recebido pelos deputados ao retornar à Assembleia Legislativa nesta quarta-feira, dia 26, após 121 dias de licença para tratamento de saúde. “Seja bem-vindo a esta Casa novamente deputado Paulo Mourão, sua competência e experiência fazem falta, espero que esteja totalmente recuperado para continuar defendendo os interesses públicos do Tocantins”, destacou da tribuna o deputado Wanderlei Barbosa. “É uma alegria que possa estar conosco novamente, que possamos trabalhar mais pelo povo do Tocantins”, disse a deputada Valderez Castelo Branco, líder do governo.

Paulo Mourão frisou sua satisfação em retornar à Assembleia Legislativa para trabalhar em defesa da sociedade, “sempre disposto ao diálogo, ao compromisso com o debate, através das ideias, acima de tudo para corresponder aos anseios da sociedade”, frisou. Destacou que pretende se dedicar à agenda da Assembleia Legislativa, bem como visita aos municípios, às lideranças e conhecer de perto os anseios da sociedade. “Faremos um debate construtivo com a sociedade, com as lideranças, em prol do desenvolvimento do estado”, antecipou.

Ele ressaltou que atuará sempre em defesa da sociedade. “A sociedade precisa de deputados atuantes para corresponder aos seus anseios, fazer com que os governos possam compreender que nós deputados estamos aqui apoiando, em outros momentos divergindo, porque representamos a voz da sociedade”, declarou. “Até quando fui líder teve momentos que fiz críticas ácidas ao governo, em função de atitudes que o governo estava fazendo sem observar a voz rouca das ruas, como deputado farei da mesma forma, ajudar o governador Marcelo Miranda no que é possível, contestar o que entendemos que é pra contestar, mas fazer a defesa da sociedade porque esse é o objetivo do parlamentar compromissado com o seu povo”, avaliou.

Paulo Mourão que é membro da comissão de Finanças e Tributação e presidente da comissão de Minas e Energia, anunciou que vai ampliar o debate sobre o tema de inserção das energias renováveis no dia a dia da sociedade. “Agora mesmo a presidente Dilma esteve na reunião da ONU referendando o acordo de Paris, onde os Estados Unidos fazem um compromisso grandioso de diminuir as emissões de carbono, a China está fazendo um grande investimento em energia renovável e nós do Tocantins, um estado abençoado, precisamos investir nesse setor, trazer investidores no campo da energia eólica, por exemplo”, declarou. “Creio que possamos abrir uma discussão nova, essa é uma pauta principal que vamos trabalhar já a partir dessa próxima semana com reuniões e debates, revendo práticas que já não são tão saudáveis em pleno século XXI”, afirmou.