Educação

Foto: Elias Oliveira

Durante esta semana, a equipe da Escola Estadual do Setor Sul, em Palmas, está voltada para o ensino da matemática, preparando os alunos para as atividades de uma gincana, que será realizada na sexta-feira, 6, a partir das 13h30, como culminância da Semana da Matemática.

Para envolver todos os professores e alunos no mesmo alinhamento de ensino, a escola utilizou a criatividade e o planejamento. Professores de disciplinas de linguagens ficaram responsáveis pelas paródias e gritos de guerra; os docentes de Filosofia e Sociologia estão abordando a história e os ensinamentos dos matemáticos; educadores de disciplinas como Biologia, Química e Física ficaram responsáveis para discutir com os alunos temas como unidades de medidas e porcentagens.

O professor Marco Antônio Ferreira está na organização das atividades e comemora o resultado, pela animação e comprometimento dos alunos. Já a professora Bernardete Aparecida Rezende do Couto explicou que o desafio é penetrar no universo dos alunos. “Temos que buscar alternativas como jogos pedagógicos, aulas dinâmicas, brincadeiras e desafios para chamar a atenção dos estudantes para que eles gostem da disciplina”, frisou Bernardete.

A proposta é que a comunidade se envolva nas provas da gincana. “Pretendemos proporcionar um dia de atividades recreativas no qual o espetáculo será a Matemática e para mostrar que ainda podemos encontrar prazer em estudar e fazer uso de elementos matemáticos que são vistos em sala de aula e aplicados na escola e na vida para facilitar o aprendizado”, esclareceu o professor Marco Antônio.

A estudante Amanda Karolayny Ribeiro dos Santos, 13 anos, aluna do 8º ano do ensino fundamental, é uma das jovens envolvidas nas atividades. “Através da Matemática descobrimos muitas coisas, como ângulos, as figuras geométricas. Percebemos que outras disciplinas utilizam questões matemáticas e ainda precisamos conhecer os números para saber como pagar nossas contas”, frisou Amanda.

Josué Santos Feliciano, aluno do 7º ano, estava ansioso com tantas atividades na escola. “Eu costumo pensar se aquele conteúdo vai servir para a minha vida no futuro, e quando percebo isso, estudo mais”, frisou.

O gestor da instituição escolar, Jucélio Araújo Machado, disse que todas essas ações levam ao aprendizado. “É muito bom presenciar todo esse envolvimento. É muito bonita essa dedicação dos professores e é uma forma de desenvolver o gosto pela Matemática”.

Gincana

A gincana denominada ‘Minha escola, minha vida’, homenageará o matemático Malba Tahan, será composta por 11 equipes, e entre professores e alunos, estima-se que mil pessoas estarão envolvidas nas atividades. Serão elaboradas provas que abordem problemas matemáticos e apresentação de tangran, de um livro mais antigo de Matemática, de cédulas, de um bolo em forma de figura geométrica e apresentação de paródias, de mascote e do grito de guerra.