Polí­cia

Foto: Divulgação

No início da manhã desta quinta-feira, 5, a Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) efetuou a apreensão de um veículo marca VW, modelo Gol, ano 2010, o qual é roubado e possui evidentes sinais de adulteração e clonagem. O carro estava na posse de um servidor público, que por sua vez, foi autuado pelo crime de receptação de veículo automotor.

Conforme o delegado Rossílio Souza Correia, os policiais civis da Derfrva realizavam averiguações de rotina, nas imediações de um hospital particular da capital, quando se depararam com o veículo apreendido e desconfiaram da procedência do mesmo. Os agentes abordaram o condutor do carro e o conduziram ao Instituto de Criminalística para averiguações. Após uma minuciosa inspeção, juntamente com Peritos Oficiais, constataram que, de fato, o automóvel apresentava adulterações no chassi, motor, vidros e etiquetas de identificação.

Desta maneira, o motorista do carro foi conduzido à sede da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos, onde o mesmo afirmou, em depoimento, que havia comprado o carro, em Santa Maria das Barreiras (PA) pela quantia de R$ 7.500 reais e que, em nenhum momento, suspeitou que se tratava de um automóvel roubado e clonado.

Em continuidade às investigações, os policiais civis descobriram que o carro havia sido roubado, no Estado de Goiás e, posteriormente, clonado e revendido no Tocantins. O servidor público, que estava de posse do gol, foi indiciado pelo crime de receptação e, após recolher aos cofres públicos, a quantia arbitrada como fiança pela autoridade policial, ganhou o direito de responder ao processo em liberdade.

Após ser periciado, o automóvel será devolvido ao seu verdadeiro dono.