Educação

Foto: Divulgação

Com oito raias de 400 metros, uma pista de 100 metros, duas pistas de salto com vara, duas pistas de salto triplo e extensão, duas bases para lançamento de peso, uma pista para lançamento de dardo, duas pistas para salto em altura, e outras duas pistas para salto com vara, será inaugurada no Câmpus de Palmas, da Universidade Federal do Tocantins, nesta sexta-feira, 6, às 16h, a primeira Pista de Atletismo do Tocantins com padrão internacional.

Na ocasião será realizada uma apresentação de Atletismo, com alunos da escola pública que já praticam a modalidade e atletas paralímpicos do Projeto Reviver. Além disso, estarão presentes o Ministro de Esporte, Ricardo Layser; o presidente da Federação de Atletismo do Tocantins, Maurício Monteiro, autoridades da Universidade Federal do Tocantins, do estado, município, entre outros.

A obra foi construída em uma área de 6.615 m² e tem como base o concreto armado para pista Oficial de Atletismo. A pista foi feita com piso sintético e possui as dimensões e características recomendadas pela Confederação Brasileira de Atletismo, além de certificação pela International Associattion of Athletics Federations (IAAF) como classe 2 ou acima, o que a qualifica para receber competições internacionais e aclimatar atletas olímpicos e paralímpicos.

Rede Nacional de Treinamento - A pista de atletismo é uma instalação desportiva para a prática de atletismo que integra a Rede Nacional de Treinamento do Ministério do Esporte, uma parceria do governo federal com governos estaduais, prefeituras, universidades, Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e clubes.

O governo federal garantiu investimentos da ordem de R$ 4 bilhões para a estruturação da Rede Nacional de Treinamento (prevista na Lei 12.395/2011) em todo o País. Os aportes disponibilizados pelo Ministério do Esporte contemplam todos os estados da Federação, com obras como os 12 centros de treinamento, 261 Centros de Iniciação ao Esporte (CIEs), 46 pistas oficiais de atletismo e 10 instalações olímpicas. No Tocantins, foi escolhida a cidade de Palmas para receber uma pista de atletismo.

Investimento 

Foram investidos R$ 4.847.244,92 para fazer a obra de base da pista e seus complementos, além de outros investimentos para comprar os equipamentos, revestimento da pista e aplicação do mesmo. Os recursos foram descentralizados, oriundos do Ministério dos Esportes. A ordem de serviço para o início da obra foi emitida no dia 02 de fevereiro de 2015 e foi concluída no dia 22 de março de 2016.

Atletismo no Tocantins 

A Federação de Atletismo do Tocantins tem atualmente mais de 400 atletas federados, além de desenvolver vários projetos ligados a formação de atletas no Estado. Maurício Monteiro, presidente da Federação, explica que ainda há centenas de atletas amadores que não são filiados e outros cerca de 50 em processo de credenciamento.

Mesmo sem ter um local de treinamento profissional, o Tocantins tem atletas medalhistas de bronze em provas com barreira e de 75 metros, campeão de dardo na região norte e nordeste, entre outros títulos.

O estado é forte na modalidade mais popular, que é a corrida, “mas a nova pista vai chamar o debate para a comunidade entender que há várias possibilidades dentro do atletismo; sem contar, que dará suporte a essa diversidade de manifestações esportivas”, destaca Monteiro.

Utilização da pista - Dentro das normas de utilização da pista estão a prioridade de uso para alunos de graduação, pós-graduação, extensão e pesquisas, por meio de projetos acadêmicos, principalmente no que se refere a atletas de alto rendimento. O espaço pode ser utilizado ainda para treinamento de equipes universitárias, representativas estaduais, nacionais ou internacionais e para competições oficiais.

Michele Lobo, diretora de esporte da Proest, explica que não só a comunidade acadêmica vai poder usar a pista, mas a comunidade em geral também, desde que sigam as recomendações de utilização da pista e agendem com antecedência, obedecendo o objetivo principal da pista – a formação de atletas e treinamento de alto rendimento. Ela destaca ainda, que o campo da pista será utilizado nesta fase inicial apenas para a prática da modalidade de atletismo.

Os interessados em utilizar a pista deverão apresentar o projeto para que seja analisado e avaliado conforme interesse no desenvolvimento da modalidade de atletismo. Em seguida deverão ser feitas reservas, com horários preestabelecidos, por meio da Diretoria de Esportes/Proest.

A pista tem a expectativa de durabilidade de vinte anos, mas para isso, é preciso respeitas as normas de utilização, para prolongar a longevidade da pista e criar condições para que os atletas e treinadores possam desenvolver melhor sua atividade. As normas de utilização e termos de autorização da pista de atletismo serão publicadas em breve pela Diretoria de Esportes da UFT.