Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado estadual Wanderlei Barbosa (SD) criticou o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), durante a sessão desta terça-feira, 10, na Assembleia Legislativa do Tocantins. Segundo o deputado, a classe política "abomina" o prefeito. Para o deputado, o gestor "fez tudo quanto é tipo de articulação" para manter os políticos perto, mas as pessoas quando o conhecem vão se afastando, "da maneira que eu afastei, o senador Ataídes (Oliveira - PSDB) afastou e muitos líderes afastaram, porque ele não tem compromisso, não tem responsabilidade com a palavra dele”, disse.

O deputado também voltou a criticar o ação de marketing do prefeito Amastha que, em 2014, alugou uma casa popular no setor Taquari, na região sul de Palmas e divulgou na mídia que lá iria morar e só sairia quando o setor estivesse todo pavimentado. Segundo Wanderlei, o prefeito não fez nada no setor. O presidente da associação dos moradores do setor Taquari, Henrique Alves, já chegou a afirmar que o prefeito jamais residiu no local. 

O deputado Wanderlei Barbosa ainda criticou o tratamento dado pela gestão do prefeito aos servidores do município. "Duvido que tenha um profissional da limpeza pública que tenha a confiança de fazer uma compra por três meses. Eles são demitidos sem nenhum pudor. O homem que varre a rua de Palmas hoje, ele não tem nenhuma garantia que vai ficar até o final do mês. Eles são humilhados!", criticou o deputado. 

Ruas e rotatórias 

De acordo com Wanderlei a união das forças políticas no município, não é para derrotar o prefeito. "É para derrotar esse sistema político miserável que está em Palmas que apenas limpa algumas ruas e rotatórias e não permite que a cidade evolua e eu pergunto a ele: se ele tem coragem de um debate público com qualquer político deste Estado para dizer quais são as obras que ele fez. Ele apenas deu prosseguimento em alguns benefícios e ficou roçando rotatórias no corredor do transporte público. Falou muito no BRT (Bus Rapid Transit), que a justiça por intermédio do Ministério Público não permitiu, porque iria sacrificar o futuro dessa cidade", afirmou. 

O parlamentar ainda criticou dizendo: "Nós não podemos permitir que esse cidadão que passeia pelo mundo com dinheiro do povo de Palmas venha sequer disputar uma eleição com condições de ganhar", disse o deputado. Segundo Wanderlei, em Taquaruçu, a população está há quase quinze dias sem sinal de televisão. "Fiz o requerimento e vou falar para o prefeito dessa cidade, se até segunda-feira não estiver restabelecido o sinal, eu quero pedir autorização para fazer fiscalização, que nós vamos recuperar o sinal de televisão", afirmou.

O deputado Amélio Cayres (SD) afirmou discordar de estatística de diminuição de mortalidade no trânsito de Palmas. “Embora os números apontem isso mas, só com recursos do ano passado para cá, foram 140 mil multas nesse município, entraram com recurso. E em decorrência disso, dessas 140 mil multas, com certeza, vários já morreram do coração como tanta multa, ou seja, também consequência do trânsito de Palmas”, afirmou.