Campo

Foto: Manoel Junior

Os números finais da 16ª edição da Feira de Tecnologia do Tocantins (Agrotins 2016) foram apresentados para a imprensa na manhã desta sexta-feira, 13, pelo secretário do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Clemente Barros. O volume de negócios realizados foi de mais de R$ 451 milhões este ano, com destaque para a venda de máquinas, implementos e insumos agrícolas, pecuária e contratos de prestação de serviços. O número de visitantes foi de 85.866 pessoas, durante os cinco dias de evento. A Feira aconteceu no período de 3 a 7 de maio, no Centro Agrotecnológico de Palmas.

Clemente Barros ressaltou que o valor foi abaixo do esperado, que era de R$ 500 milhões. “Desde início não criamos expectativas, sabíamos que seria negociado um volume menor que o ano passado, devido ao cenário econômico e político que atravessa o país, e principalmente pela situação do produtor tocantinense, com a quebra da safra 2015/2016 em mais de 30%, o que levou o Governo do Estado decretar estado de emergência. Essa perda pelos produtores fez com que deixasse de circular no Estado mais de R$ 1,5 bilhão”.

O secretário também apresentou o valor investido na realização da Feira. “É preciso ressaltar a importância da realização da Agrotins, neste ano foram R$ 5 milhões, sendo R$ 4 milhões previstos no orçamento do Governo do Estado, e R$ 1 milhão de apoio do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), através da então ministra Katia Abreu. E devem retornar aos cofres públicos, somente de ICMS, mais de R$ 50 milhões, então seria muito interessante o Estado realizar uma Agrotins por mês”, brincou com os jornalistas, Clemente Barros. 

Entretanto o secretário fez questão de destacar que apesar dos números, a feira cumpriu com seu objetivo: de promover o desenvolvimento do setor agropecuário, assim como apoiar e divulgar as ações de pesquisa e transferência de tecnologias, levando informações para milhares de pecuaristas, produtores, agricultores familiares e empresários do Tocantins e estados vizinhos. “Tivemos número recorde de empresários/expositores, 630, que prometeram participar da edição do próximo ano. Devido o momento, expositores vieram para a feira com a expectativa um pouco pessimista. Mas foram surpreendidos, teve empresa que vendeu mais que o esperado”.

A coletiva contou com a presença do vice-presidente do Instituto do Desenvolvimento Rural (Ruraltins), Rui Carlos e do secretário de Agricultura do município de Palmas, Roberto Sahium.

Capacitação

A Agrotins 2016 trouxe cerca de 2.500 pequenos agricultores que vieram dos 139 municípios do Estado, através de 50 caravanas. Um serviço de suporte, de transporte e estadia, foi organizado pelo Governo do Estado para oferecer aos agricultores das pequenas comunidades, assentamentos rurais e colônias de pescadores o acesso às informações que foram oferecidas por meio das oficinas, workshops, clínicas e cursos.

Foram oferecidas mais de 2.128 atividades, entre palestras, fóruns, seminários e clínicas tecnológicas, e ainda as unidades de campos e roteiros nas vitrines tecnológicas, dinâmicas para mostrar o funcionamento de máquinas agrícolas e melhor forma de plantio, onde foram capacitados mais de 15 mil produtores.

Realização

A Agrotins Brasil é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) e suas vinculadas a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), Instituto do Desenvolvimento Rural (Ruraltins) e Instituto de Terras do Tocantins (Itertins) e parceiros do setor do agronegócio do Estado e do país.