Estado

Foto: Divulgação

Constatação entre os próprios profissionais e uma das queixas ouvidas por integrantes do grupo, a iniciativa para melhorar a qualidade de vida dos médicos é um das propostas da chapa 2 “Responsabilidade Classista”, que disputa a eleição do Sindicato dos Médicos do Tocantins (Simed).

Por conhecer e vivenciar todos os dias essa deficiência, o grupo de oposição que concorre ao pleito, apresenta propostas de melhorias como:criar um plano de assistência odontológica; adotar programas de acompanhamento da saúde dos profissionais (médico cuidando de médico) e implantar programas de estímulo à atividades físicas.

A luta por melhorar a qualidade da alimentação nas unidades de saúde é outra proposta. “Nosso compromisso com o médico. Na campanha, fazemos uma disputa ética preservando nosso sindicato e a imagem da nossa categoria. E apresentar propostas que resultaram de uma grande reflexão sobre a realidade vivida hoje pelos médicos do Estado”, disse Hugo Magalhães, candidato à presidência do Simed pela chapa 2.

“Quem conhece minha trajetória sabe que estou muito próprio da realidade, sempre debatendo, combatendo e contribuindo. Estamos carentes de atenção e cuidados, e por isso a nossa proposta de trazer mais qualidade de vida para a classe vem dar uma injeção de animo e estimulo para nossos médicos”, complementou.

Outras ações que vêm trazer ainda mais qualidade de vida para os profissionais são a realização de eventos como  atividades culturais na sede em Palmas e no interior, benefícios para médicos aposentados (isenções e vantagens), tratamento igualitário por parte do sindicato aos profissionais concursados, contratados do serviço público e serviço privado, lutar por uma alimentação saudável nas unidades de saúde, criar as Olimpíadas Médicas e o Festival Cultural, e lutar pela construção de sedes recreativas em Gurupi e Araguaína, criação do Cartão Desconto no Comércio, além de oferecer orientações previdenciárias e financeiras (PrevMédicos).

Para a candidata a vice-presidente, Adria Simões, os profissionais merecem mais respeito por parte dos representantes sindicais. E, por isso, aceitou compor a chapa de oposição que lutará por todos os direitos e melhorias que a classe precisa. “Não aceitamos nenhum direto a menos. A chapa “Responsabilidade Classista” quer levar o cuidado e atenção merecida aos médicos, que no momento estão desamparados”, afirmou. 

Por: Redação

Tags: Adria Simões, Hugo Magalhães, Simed