Campo

Foto: Divulgação

A empresa israelense Netafim, pioneira e líder mundial em soluções de irrigação por gotejamento, participa pela primeira vez da Bahia Farm Show (Feira de Tecnologia Agrícola e Negócios), entre os dias 24 e 28 de maio, em Luís Eduardo Magalhães/BA. O evento é realizado pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), com apoio da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Associação dos revendedores de Máquinas e Equipamentos Agrícolas do Oeste da Bahia (Assomiba), Fundação Bahia e Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães. 

"Estamos otimistas com a nossa participação na feira. Trata-se de um evento vitrine do agronegócio no Norte e Nordeste do Brasil que reúne toda a cadeia. Nosso objetivo é se aproximar dos clientes e parceiros locais, apresentar as tecnologias e difundir conceitos de sustentabilidade em favor do desenvolvimento do agro brasileiro”, destaca Luiz Paulo Heimpel, gerente da Netafim.

Durante a Bahia Farm Show, a Netafim apresentará os sistemas de irrigação por gotejamento superficial e subterrâneo, e o CMT – Controle de Monitoramento (Tecnologia de Gerenciamento de Culturas). Além disso, a empresa apresentará casos de sucesso de clientes espalhados pelo Brasil, de diferentes culturas, que alcançaram números surpreendentes de produtividade e economia de água, energia e insumos.

“Precisamos disseminar o conceito do gotejamento, pois em alguns locais ainda é pouco conhecido. Porém, temos uma área ampla para explorar no Norte e Nordeste do Brasil, principalmente, porque os produtores sofrem muito com escassez de água, dependem da chuva e, por vezes, não atingem os resultados necessários”, explica Heimpel.

A tecnologia conhecida como “gota a gota”, além de irrigar de forma precisa (95%), auxilia no expressivo aumento de produtividade – podendo chegar até 200%. “O gotejador permite que o produtor também realize a técnica de nutrirrigação em que os nutrientes são aplicados direto na raiz através das gotas de água. Dessa forma, a planta se alimenta mais vezes e em menores quantidades, o que é ideal para que absorva os fertilizantes de forma saudável”, acrescenta. Além disso, o produtor reduz custos na produção (mão-de-obra, energia e insumos), garante homogeneidade das lavouras, facilidade de manejo com a implantação da nutrirrigação, entre outros, que podem representar até 20% de economia na fazenda.

Se comparada com o tradicional método de irrigação, como os aspersores e pivôs, são ainda mais visíveis os benefícios. “Na planta do café, por exemplo, em determinada fase de vida, ela precisa de 12 litros de água por dia. Na irrigação convencional é preciso aplicar quase 20 litros para que a planta possa absorver os 12 litros, um desperdício de 30% a 40%. Já no gotejamento é preciso colocar apenas os 12 litros necessários, pois a água cai direto na raiz da planta”, detalha o gerente.

Associada ao controle e gestão automatizados, a irrigação pode ainda ser controlada em tempo real, via smartphone, garantindo ainda mais precisão e segurança na lavoura.

“O produtor pode ainda incrementar a produtividade, devido ao monitoramento, escolhendo a hora certa de irrigar, com análises concretas devido aos gráficos gerados pelo sistema, tudo isso somado garante ao produtor rural um fazenda sustentável do ponto de vista ecológico e financeiro”, afirma Heimpel.

A tecnologia revolucionou as plantações do mundo. Em Israel, onde foi criada, transformou o deserto em áreas produtivas e irrigadas. Já é usada também em outros países com escassez de água como Índia e Sudoeste dos Estados Unidos. Atualmente no Brasil, a área de cultivo é de 65 milhões de hectares, mas apenas cinco milhões são irrigados.

“Temos um potencial imenso pela frente e mesmo diante a situação econômica do País, estamos crescendo, aumentamos nossa atuação em projeto de grãos e muitos produtores já trocaram a irrigação tradicional pelo gotejamento”, finaliza o gerente. Dados da Netafim projetam um crescimento de 20% para 2016.

Interessados em participar do evento podem obter mais informações no website: http://bahiafarmshow.com.br/

Sobre a Netafim

Fundada há mais de 50 anos e com cerca de 30 subsidiárias em todo o mundo, a Netafim oferece as melhores soluções aos agricultores de mais de 110 países por meio 15 unidades produtivas, milhares de distribuidores e mais de 4.000 funcionários. No Brasil são três unidades: Campinas/SP, Ribeirão Preto/SP e em Cabo de Santo Agostinho/PE. O portfólio de produtos inclui sistemas completos de irrigação por gotejamento, microaspersão, controle e monitoramento automatizados, dentre outras.