Campo

Foto: Cleovan Barbosa Pinto

Com o período de colheita de soja encerrado no Tocantins, a Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) divulgou o balanço do monitoramento das áreas de plantio cadastradas no órgão. Os dados mostram que foram cadastrados 686.228 hectares, sendo que a Agência fez o monitoramento da ferrugem asiática e de outras pragas na cultura de soja em 100% destas áreas.

De acordo com o gerente de Sanidade Vegetal da Adapec, Marley Camilo de Oliveira, 968 produtores rurais realizaram o cadastro de plantio de soja em 73 municípios. “Estes dados são importantes porque a partir do momento em que identificamos as lavouras fica mais fácil realizar o monitoramento de pragas na cultura no período de plantio e pós-colheita, quando são feitas visitas a estas áreas para verificar se há germinação de grãos perdidos na colheita,” disse Marley.

O presidente da Adapec, Humberto Camelo ressaltou que o trabalho de controle de pragas na cultura de soja é fundamental para a economia do estado. “O Tocantins é o maior produtor de soja da região norte do Brasil, sendo referência em áreas cultivadas na região do Matopiba, por isso, este controle sanitário de pragas nas lavouras é fundamental para que possamos continuar produzindo e exportando este produto”, comentou Humberto.

Marley Camilo comentou que a cada safra a Adapec está tendo maior controle de pragas sobre as áreas plantadas e “com a edição da Portaria/Adapec nº 164/2016 que estabelece a obrigatoriedade aos produtores de cadastrarem suas lavouras aperfeiçoaremos ainda mais o nosso trabalho de controle de pragas”, disse ele. Hoje, o produtor tem até o quinto dia útil para cadastrar após o prazo final da janela de plantio da soja sequeira, que é 15 de janeiro. Vale destacar que antes da portaria o produtor poderia informar a área livremente, até o final da colheita.

Segundo a Adapec, na safra de soja no Tocantins 2015/2016 não houve nenhum surto de pragas registrado, sendo que o maior problema foi climático, que reduziu bastante a produtividade das lavouras.

Dados

Os três municípios com o maior número de áreas monitoradas são: Campos lindos, com 62.616 hectares; Santa Rosa, com 41.179 hectares; e Mateiros, com 37.703 hectares monitorados.

Vazio Sanitário

É importante lembrar que no período de 1º de julho a 30 de setembro acontece o vazio sanitário da soja no Tocantins. Este vazio é um período em que o produtor não pode ter em sua lavoura plantas vivas de soja. A prática é uma das formas de manejo para evitar a ferrugem asiática.