Estado

Foto: Divulgação

Após visitar unidades hospitalares de Palmas e de norte a sul do Tocantins, a chapa 2 "Responsabilidade Classista" confirmou junto aos médicos que há necessidade de uma luta mais consistente por parte do Sindicato dos Médicos no Estado do Tocantins (Simed) na garantia dos direitos da classe.

Diante disso, o candidato à presidência do Simed, Hugo Magalhães, 34, garante: seu grupo tem compromisso de garantir a representatividade da classe e lutar pelos direitos dos colegas. "Não aceitamos nenhum direito a menos. Nossas propostas nasceram da necessidade, primeiramente, de fazer com que o sindicato possa ter a responsabilidade de priorizar a defesa dos direitos, valorização e das condições de trabalho dos profissionais”, disse Magalhães.

Entre as ações destacadas pelo candidato está a luta pela remuneração digna nos setores público e privado, a luta pela criação da carreira de Estado com concursos públicos nas esferas federal, estadual e municipal e a luta pelo pagamento de conquistas consolidadas como progressões, auxílios, plantões, entre outros.

Mais ações

Outras ações importantes citadas por Magalhães que estão no anseio da classe e que precisam urgentemente desse amparo. Ele citou,por exemplo,  o plantão jurídico 24 horas, 7 dias por semana e a criação de comissões temáticas com a participação de profissionais não eleitos para a diretoria, composta por 24 membros.

“Queremos todos juntos e unidos pela categoria. Nossa vitória não representará a vitória de um grupo, mas de todos", garantiu. "Apoiar os médicos, cobrar melhorias e oferecer assessoria jurídica. Essas são apenas algumas ações que devem ser adotadas por um sindicato responsável, forte e atuante. E é assim que vamos trabalhar”, concluiu.