Saúde

Foto: Divulgação

Os insetos são responsáveis pela transmissão de doenças que matam mais de um milhão de pessoas por ano em todo o mundo. Além dos óbitos, anualmente, são registrados bilhões de casos de patologias também transmitidas por insetos como malária, dengue ou febre amarela. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), as doenças transmitidas por insetos vetores representam 17% de todas as doenças infecciosas.

A malária, transmitida pelo mosquito Anopheles, contaminou mais de 214 milhões de pessoas e matou 438 mil em 2015. Já a dengue, transmitida pelo Aedes aegypti, é a doença transmitida por mosquitos que mais tem crescido, tendo a sua incidência aumentado 30 vezes nos últimos 50 anos.

Os mesmos mosquitos provocam outras doenças, como a febre amarela, o vírus do Rio Nilo, a chikungunya e o zika. No Brasil apenas mais de um milhão e meio de casos de zika já foram contabilizados com associações, de microcefalia congênita e outras doenças do sistema nervoso.

Transmissão do patógeno

A transmissão do agente patogênico (parasita no caso da malária e vírus no caso da dengue ou do zika) ocorre através da picada do inseto. É importante lembrar que apenas as fêmeas picam, pois só elas se alimentam de sangue para produzirem ovos.

No mundo, existem cerca de 3,5 mil espécies de mosquitos e graças à globalização, eles estão espalhados por todo o mundo. A maioria dos mosquitos, no entanto, não viaja longe sozinho. Se tiverem onde se alimentar e onde se reproduzir por perto, não se deslocam muito. (CNM)