Estado

Foto: Miller Freitas Caminha será para sensibilizar a população para não praticar violência contra a pessoa idosa Caminha será para sensibilizar a população para não praticar violência contra a pessoa idosa

Com o propósito de sensibilizar a população para não praticar violência contra a pessoa idosa, a Gerência de Políticas e Proteção da Pessoa Idosa da Secretaria de Cidadania e Justiça (Seciju) está promovendo a 2ª edição da Campanha Mobiliza, com início nesta sexta-feira, dia 10. O ponto alto da programação, na Capital, será no dia 15 de junho com uma caminhada na Avenida Tocantins, em Taquaralto, a partir das 16h30. A campanha continuará durante todo o mês de junho e conta a parceria de várias entidades e órgãos públicos municipais e estaduais.

A caminhada no dia 15 de junho, em Palmas, que é aberta à participação popular, será comemorativa ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Ainda como meio de sensibilização, a população está sendo convidada a participar também de palestras, seminários, fóruns, audiência pública, trabalhos e ações realizadas em todo o Estado neste mês de junho, envolvendo outras pastas do governo que também trabalham políticas públicas em favor das pessoas idosas, como as secretarias do Trabalho e Assistência Social; de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura; de Educação, Juventude Esporte; da Comunicação; da Saúde; e a de Infraestrutura Habitação e Serviços Públicos.

Segundo o gerente de Políticas e Proteção da Pessoa Idosa da Seciju, Luciano Francisco, é preciso alertar, todos os dias, que a violência contra as pessoas idosas existe. “Infelizmente, mas podemos erradicá-la, mobilizando toda a sociedade a respeitá-las, protegê-las e a denunciar casos de violação dos seus direitos humanos no Disque 100”, explica o gerente. Ainda segundo ele, além da violência física, as outras formas de violência são a psicológica, a sexual, a financeira, a negligência, a de violação dos direitos e a de autonegligência.

Redes sociais

As etapas da campanha são: Mobiliza Online, via redes sociais, na qual a população pode curtir e compartilhar uma foto, inclusive a própria, com a frase “Pessoa Idosa - Respeite, Proteja, Denuncie!” na fanpage facebook/idosotocantinsMobiliza População, no contato direto com a comunidade, que será estimulada a fixar a mesma frase na porta ou na janela de casa ou no muro;Mobiliza Laço Lilás (usando o laço lilás durante todo o mês de junho em órgãos públicos e entidades); e Mobiliza Caminhada, no dia 15. Outras atividades deverão ser realizadas no decorrer do ano.

Abrangência

A campanha abrange todos os 139 municípios do Estado, por meio de secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social e entidades locais, que deverão realizar caminhadas simultâneas à de Palmas no dia 15 de junho.

No dia 02 de junho, o Sesc realizou uma confraternização em Paraíso do Tocantins, com apresentação de quadrilhas e sanfoneirox, como forma de promover a integração dos idosos com toda a comunidade. O órgão planeja ainda realizar palestras sobre e oficinas de formação para os idosos. No dia 08, também em Paraíso do Tocantins, ocorreu uma audiência pública para pensar ações locais sobre a conscientização contra a violência da pessoa idosa, em conjunto com o Estado.

Nesta sexta-feira, 10, no município de Nova Olinda, acontecerá momento cívico e apresentações culturais com pessoas idosas, além da entrega de laço lilás, símbolo do movimento e em respeito a esse público, em frente à prefeitura municipal.

Parceiros

A campanha também é desenvolvida em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT), por meio da Universidade da Maturidade (UMA); a Fundação Universidade do Tocantins (Unitins); o Serviço Social do Comércio (Sesc); a Associação Brasileira dos Clubes da Melhor Idade (ABCMI); a Pastoral da Pessoa Idosa (PPI); a Federação das Associações e Núcleo da Pessoa Idosa no Tocantins (FANPITO); o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (COMDIPI); o Ministério Público Estadual (MPE); o Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa (CEDI); o Instituto Nossa de Lourdes (INSL); o Conselho Regional de Serviço Social (CRESS); o Conselho Estadual de Direitos Humanos (CEDIH); e Associação Municipal de Idosos de Palmas (AMI Palmas).