Saúde

Foto: Divulgação O vereador Lúcio Campelo disse que os moradores temem pelo fim dos atendimentos O vereador Lúcio Campelo disse que os moradores temem pelo fim dos atendimentos

A Policlínica do Aureny I, em Palmas, corre o risco de paralisar os seus serviços à comunidade. Isso porque a Secretaria Municipal de Saúde estaria precisando da área para implantação de um hospital infantil, tendo que mudar a policlínica de local. O vereador Lúcio Campelo (PR) explicou ao Conexão Tocantins na manhã desta quinta-feira, 9, que os moradores temem pelo fim dos atendimentos. “O que ocorre é que a área que funciona a policlínica, antigo pronto atendimento do Aureny, eles desativaram (o Pronto Atendimento) e aí município ficou utilizando como policlínica municipal com medico atendendo especialidades só que a área foi doada (pelo Estado) para construir um hospital infantil”, informou.

De acordo com o vereador, a policlínica não pode deixar de funcionar antes que se tenha um outro local já equipado, estruturado para receber os profissionais de Saúde. Caso isso não aconteça, os moradores podem ficar desassistidos. “A comunidade não quer ficar sem atendimento. Se tiver que fazer a mudança que já esteja tudo pronto primeiro, antes. Que permaneça (no mesmo lugar) enquanto não resolver a situação”, disse.

Ainda de acordo com o vereador, se “tomar a decisão de paralisar lá, dificilmente vão normalizar”, frisou. Para o vereador Lúcio, a secretaria toma decisões sem sentar com a comunidade. "Aquela comunidade com mais de 100 mil habitantes, não pode ficar sem atendimento dessas especialidades. A vida dessas pessoas é muito difícil", afirmou. O vereador disse que ira atrás de mais informações sobre o caso. 

Serviços Ofertados:

A Policlínica do Aureny I, segundo informações divulgadas pela Prefeitura, realiza atendimentos de Nebulização (aerosol), Clínico Geral, Curativo, Dermatologia, EEG, Enfermagem, Ginecologia, Nutrição, Pediatria, Pequena Cirurgia, Psicologia, Teste do Pezinho, Serviço Social, Fonoaudiologia e Ortopedia.

Por: Redação

Tags: Aureny I, Lúcio Campelo, Policlínica