Campo

Foto: Manoel Junior

Por ser o terceiro produtor de arroz do País, o Tocantins tem chamado a atenção de agricultores de outros estados, principalmente da Região Sul. Com o intuito de investir na produção de arroz, agricultores de Santa Catarina estão no Estado para conhecer as potencialidades, principalmente das áreas de várzeas, que correspondem os municípios de Cristalândia, Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia, Pium e Dueré. 

A primeira visita foi à Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), onde foram recebidos pelo secretário Clemente Barros, diretor de Políticas para Agricultura e Agronegócio, José Américo Vasconcelos e o gerente de Agricultura, Genebaldo Queiroz, que irá acompanha-los em visitas a Embrapa, Banco da Amazônia, Paraíso do Tocantins, Formoso do Araguaia e Lagoa da Confusão. Os produtores participam ainda do 8º Congresso Internacional de Desenvolvimento Econômico e Sustentável da Indústria de Base Florestal e de Geração de Energia “Madeira 2016”, que será realizado nesta quinta e sexta-feira, 16 e 17.

Com mais de 30 de experiência na produção de arroz, Marcelo Neves da Silva explica que está à procura de novas áreas para expandir a produção, uma vez que em seu estado isso já não é mais viável. “Nosso objetivo é plantar arroz e fazer consórcio com outras culturas como milho e soja, produzindo assim o ano todo. Estamos aqui para conhecer a região, por isso, além do primeiro contato no Governo, através da Secretaria da Agricultura, nossa visita inclui visitas em propriedades, instituições de pesquisa e financeira, pois dependendo da área que conseguimos produzir, queremos beneficiar nossa própria produção e instalar nossa própria cooperativa”.

Potencialidades para orizicultura

Para Renan Jeremias, a participação do Estado na Agrishow em abril, foi fator determinante para que os produtores decidissem pelo Tocantins. “Foi o único Estado que estava na Feira apresentando as potencialidades, incentivando o investimento na área agrícola, aliás, gostaríamos de parabenizar o Governo por essa visão de incrementar a produção agrícola no Estado”, completou.

Para o secretário da Agricultura, Clemente Barros, o interesse dos produtores do Sul em investir no Estado mostra a importância da produção de arroz tocantinense no Brasil. “Nós somos hoje o principal produtor de grãos da Região Norte, e o Tocantins segue como um dos maiores produtores de arroz, atrás apenas dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A maior parcela da produção de arroz no Brasil é proveniente do ecossistema várzeas, onde a orizicultura irrigada é responsável por 69% da produção nacional, sendo considerado um estabilizador da safra nacional, uma vez que não é tão dependente das condições climáticas como no caso dos cultivos de sequeiro”, frisou Clemente para os visitantes.