Educação

Foto: Divulgação Ao todo, 27 estudantes de escolas estaduais de todo o Brasil são selecionados para representar seus Estados no programa Ao todo, 27 estudantes de escolas estaduais de todo o Brasil são selecionados para representar seus Estados no programa

Com inscrições abertas até agosto, o Programa Jovem Senador 2016 registra grande volume de inscrições no Tocantins. O Jovem Senador é um projeto anual que seleciona, por meio de um concurso de redação, 27 estudantes do ensino médio de escolas públicas estaduais, com idade até 19 anos, para vivenciarem o trabalho dos senadores. Neste ano, o tema do programa é Esporte, Educação e Inclusão, em alusão aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

De acordo com informações da Gerência de Projetos Educacionais da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), até o momento, foram registradas 14 redações inscritas no Jovem Senador, quase o dobro do número de inscrições em 2015. “Nossa expectativa é chegarmos a 30 projetos inscritos neste ano”, destacou o gerente do setor, Júlio César da Rocha. No ano passado, a Gerência registrou 22 redações inscritas ao final do período delimitado pelo Senado.

Conforme o regulamento do programa, os alunos interessados em inscrever as redações no Jovem Senador têm até o dia 19 de agosto para entregarem suas redações para que as respectivas escolas participantes selecionem uma. De posse das redações, a Seduc terá até o dia 23 de setembro para selecionar as três melhores redações e enviá-las ao Senado para a escolha da vencedora, até o dia 14 de outubro.

Premiação

Os 27 alunos finalistas viajarão para Brasília, com todas as despesas cobertas pelo Senado Federal, a fim de participar do Projeto Jovem Senador. Cada um receberá um microcomputador portátil, certificado de classificação no concurso e medalha. As redações dos alunos finalistas comporão o livreto da 9ª edição do certame. Os 27 professores orientadores receberão um tablet e um certificado, além de acompanhar seus alunos na viagem a Brasília.

Todas as escolas dos alunos finalistas receberão um kit com publicações do Senado Federal. As unidades de ensino dos classificados nos três primeiros lugares na etapa nacional receberão computadores (desktops) para uso coletivo, sendo para o 1º lugar, quatro computadores; 2º lugar, dois computadores e 3º lugar, um computador.

Participação do Tocantins

Adrielle Moreira foi a vencedora tocantinense em 2015. A então estudante da 3ª série da Escola Estadual Joaquim de Sena e Silva, no município de Combinado, ela escreveu a redação Participação política no planeta, ruas e redes sociais. “O que mais me motivou a participar do Jovem Senador foi saber a importância do concurso como forma de crescimento intelectual no processo de criação, além da vontade de me posicionar como uma jovem senadora para de alguma forma contribuir com ideais e compartilhar experiências com outros estudantes”, disse.