Polí­tica

Foto: Divulgação

Em uma reunião na Câmara de Vereadores de Palmas, na noite dessa segunda-feira, 13, foi criada a Frente por Palmas, união de seis siglas que consolidou em aliança rumo a Prefeitura de Palmas nas eleições de outubro. O PMDB e o PP se juntaram ao grupo já formado pelo PV, PRTB, PSDC e PMB, somando forças na formação do um grupo que disputará as eleições ao Paço Municipal.

Na próxima quinta-feira, 16, nova reunião selará também o apoio do PHS, presidido no Estado por Kairo Bernardo, também pré-candidato ao Executivo de Palmas. Ele também se fez presente na reunião.

Três destes partidos contam com nomes à Prefeitura de Palmas, sendo, além da própria Cláudia Lelis, do PV, o PMDB, com Derval de Paiva, e o PHS com Kairo Bernardo. “Essa Frente vai discutir critérios e definir internamente quem será o candidato do grupo”, disse Marcelo Lelis, presidente estadual do PV, ao destacar que o projeto da aliança prevê fortalecer a chapa majoritária e também as proporcionais. Nesta reunião também se fez representar como observador do PSC, o vereador pastor João Campos, o PSC é uma das possíveis siglas a se juntar à Frente.  

Além dos seis partidos que já estão juntos, a expectativa é de reunir um número ainda maior de forças políticas. Os líderes que participaram da reunião saíram ainda com a missão de abrir conversações com outros partidos para se juntarem à aliança.                

A reunião de quinta-feira, 16, também dará posse ao conselho político do grupo, que contará com a representação de dois nomes de cada sigla e quando novos nomes podem surgir.

Fortalecimento  

Presente na reunião, o presidente metropolitano do PMDB, Lázaro Quirino, disse que a aliança é resultado de uma comunhão de propósitos entre o grupo. “Estes partidos estão com o mesmo objetivo, que é construir uma candidatura competitiva e que agregue as forças de oposição ao governo municipal e com estes aliados discutirmos com a comunidade o que é melhor para Palmas”, disse.

Para o vereador Milton Neris (PP), que também participou da reunião, os partidos deram um passo acertado. “Acredito que nasceu aqui uma Frente forte e que reunirá ainda um número maior de agremiações que vai nos permitir escolher um nome comum a todos e que vai nos possibilitar ganhar as eleições de Palmas”, observou.

Para o presidente regional do PSDC, Max Fleury, a aliança veio comungar com a expectativa que o partido tem para a próxima administração de Palmas. “Estamos falando da gestão de uma cidade com mais de 200 mil pessoas que têm suas vidas impactadas pela administração pública e por isso precisamos de escolhas sérias”, disse.

Presenças 

Participaram da reunião na Câmara a pré-candidata do PV e vice governadora, Cláudia Lelis, os presidentes Estadual e Municipal do PV, Marcelo Lelis e Deocleciano Gomes, os presidentes Estadual e Municipal do PSDC, Max Fleury e Gilvan Lino, além do secretário de articulação da Sigla, o Irmão Elmir. O presidente metropolitano do PMDB, Lázaro Quirino, o presidente da Câmara de Vereadores, Rogério Freitas e o vereador Emerson Coimbra, ambos do PMDB, e os líderes políticos Eliel Borba e Elisângela Cardoso, também do PMDB, o vereador Milton Neris do PP, além da presidente Metropolitana do PMB, Ana Paula dos Santos.