Cultura

Foto: Divulgação

Depois de Paraíso do Tocantins e Gurupi, a viagem histórica pelo Projeto ArteSesc chega à cidade de Porto Nacional. A exposição “Carlos Vergara Viajante: Experiências de São Miguel das Missões”, estará aberta à visitação entre os dias 30 de junho e 10 de agosto deste ano no Museu Histórico e Cultural de Porto Nacional. A abertura está marcada para as 19h do dia 30 de junho e a visitação gratuita poderá ser feita durante todo o período da exposição entre as 8h e 18h.

A mostra apresenta a visão do artista plástico Carlos Vergara sobre a cidade gaúcha de São Miguel das Missões, local que abriga o Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo. A exposição propõe um diálogo entre a obra contemporânea do artista e as ruínas jesuítas. O artista chegou a fixar residência no local para relembrar a experiência das missões jesuíticas, que tinham como objetivo catequizar e civilizar a população indígena.

Essa confluência de tempos e olhares é retratada por meio de cinco monotipias (impressão em tecidos), um vídeo, duas pinturas e seis fotografias em 3D (montagens). O objetivo do artista é revelar um cenário de convivência de diferentes formas de crenças, culturas e civilizações. E que, além das visões de mundo totalmente diferentes, resultou no conflito entre a imposição da fé cristã aliada ao pensamento europeu e a questão do espaço para a existência dos silvícolas da região, os guaranis.

Uma realização do Departamento Nacional do Sesc, o ArteSesc foi criado em 1981 e tem como objetivo principal divulgar a produção nacional, facilitando o acesso às obras relevantes para a história da arte brasileira.

Vergara

Carlos Vergara é gaúcho de Santa Maria. Nascido em 1941, mudou-se para o Rio de Janeiro na década de 1950, quando trabalhou como analista de laboratório. Como segundo ofício, dedicava-se ao artesanato de joias, quando em 1963 descobre o desenho e a pintura, após ter trabalhos expostos na Bienal Internacional de São Paulo. Participou da mostra Opinião 65, um marco na história da arte brasileira. Cenógrafo, figurinista de peças teatrais, realizou trabalhos no carnaval carioca e nas áreas de fotografia, arquitetura, pintura, vídeos, entre outros.