Estado

Nesta quinta-feira, dia 30 de junho, a Capitania Fluvial do Araguaia-Tocantins (CFAT), em conjunto com o Corpo de Bombeiros Militar (CBM), realizou o resgate de quatro pessoas no Lago de Palmas, que se encontravam desaparecidas desde o dia 29 de junho. 

De acordo com informações obtidas, as pessoas estavam a bordo de uma embarcação, uma canoa de alumínio dotada de motor de popa, e teriam saído para pescar, por volta das 22h do dia 29 de junho. Conforme investigação inicial, o motor da embarcação apresentou problemas e, não tendo para onde se locomover, os ocupantes nadaram até uma ilha próxima do local e passaram a noite. 

As quatro pessoas foram resgatadas em uma ilha próximo do km 14 da TO 010, no Lago de Palmas. Foram conduzidas pela embarcação da Marinha do Brasil, inicialmente para um local seguro, às margens do lago. Posteriormente, foram transportadas para a CFAT juntamente com a embarcação que apresentou pane. Todas encontram-se bem e seguras. 

A CFAT recomenda aos cidadãos que tenham sempre especial atenção quanto aos seguintes itens de segurança:

1. Realize uma correta e periódica manutenção em sua embarcação; 

2. Tenha a bordo os itens de segurança e de salvatagem obrigatórios previstos nas Normas da Autoridade Marítima – NORMAM-03 – da Diretoria dos Portos e Costas, em especial coletes salva-vidas em quantidade suficiente para todos os tripulantes e passageiros (http://www.dpc.mar.mil.br/sites/default/files/normam03_1.pdf); 

3. Respeite a lotação máxima da embarcação; 

4. Mantenha os extintores de incêndio em bom estado e dentro da validade;

 5. Antes de sair com sua embarcação, informe o seu plano de navegação e/ou o seu destino para os funcionários da garagem de barcos, parentes, amigos ou vizinhos; 

6. Conduza a sua embarcação com prudência e em velocidade compatível, evitando acidentes e riscos desnecessários; 

7. Se ingerir bebidas alcoólicas, passe o timão a alguém habilitado para conduzir a embarcação; 

8. Mantenha a distância regulamentar das praias e dos banhistas (200 metros); 

9. Respeite a vida, seja solidário e preste socorro quando necessário; e 

10. Não polua os rios e lagos. 

A CFAT informa, ainda, que possui uma equipe de militares e embarcações de prontidão 24 horas para, se for o caso, ser acionada para o resgate de pessoas e qualquer outro sinistro nos rios e lagos. Este acionamento pode ser feito por meio do telefone (63) 3216-1715, 185 ou pelo canal 16 do VHF.