Polí­cia

Foto: Miller Freitas

Nessa segunda-feira, 04, foi realizada a Operação Pente Fino, na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP), com a ajuda de novos equipamentos. Na ocasião, policiais civis, agentes penitenciários e agentes administrativos da Umanizzare coordenaram e executaram as revistas de celas.

A Operação Pente Fino efetuou ações em todos os pavilhões da Unidade de Semiliberdade Masculina (USL), onde foram encontrados 5 celulares, 10 facas artesanais e drogas, como maconha e cocaína. Já na CPPP, foram encontrados 5 celulares, 240 gramas de maconha, 5 carregadores de celulares, 4 baterias de celulares, 120 armas artesanais e 2 litros bebida alcoólica.

O gerente de Inclusão, Classificação e Remoção da Secretaria da Cidadania e Justiça (Seciju), Cristovão Lopes, esclarece que será instaurado um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) para apurar quem são os proprietários dos objetos ilícitos encontrados nas duas unidades e, após isso, sofrerão as penalizações correspondentes. Atualmente, a USL comporta 89 presos em regime de semi liberdade e a CPPP de Palmas outras 575 pessoas privadas de liberdade.

Equipamentos 

A Seciju adquiriu os equipamentos específicos de segurança para ambientes confinados: mais 30 espingardas calibre 12 com cabo retrátil; munições com menor potencial lesivo ou menos letais, como granadas de pimenta (OC), gás lacrimogêneo (CS), e balas de borracha (elastômero).

As entregas oficiais às unidades prisionais do Estado estão previstas para este mês de julho, assim como a instalação da Central de Monitoração Eletrônica também em Araguaína, o que representa a expansão do uso das tornozeleiras eletrônicas pelo Estado, pois Gurupi e Palmas já oferecem esta política. Vale lembrar que a parceria com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), ligado ao Ministério da Justiça e Cidadania (MJ), proveu diversos aparelhos detectores de metais e raio X (os mesmos usados em aeroportos, com adaptação ao uso em penitenciárias), como portais, banquetas e raquetes. 

A secretária da pasta Gleidy Braga reafirma que as parcerias têm papel crucial para resultados como esses, e agradece especialmente aos colegas ligados diretamente à área de Segurança, o comandante da Polícia Militar, coronel Glauber de Oliveira Santos, e o secretário de Segurança Pública, César Simoni. “Partilho esta conquista e agradeço aos colegas que estão sempre nos apoiando nas ações de combate e prevenção ao crime dentro dos ambientes carcerários. Os gargalos e os desafios são grandes, mas o somatório de esforços de todos faz com que a gestão supere os obstáculos e consiga dar seguimento as resoluções dos problemas”, ressalta.