Economia

Foto: Divulgação

Em decorrência da atualização do Sistema Nacional de Informação de Defesa do Consumidor (Sindec) em todos os Procons do Brasil, não haverá atendimento ao público nos dias 11 (segunda-feira) e 12 (terça-feira) de julho nos 10 Núcleos Regionais do Procon Tocantins. Apenas as atividades administrativas internas estarão em funcionamento.

A determinação foi dada pelo superintendente do órgão, Nelito Cavalcante. “A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) através do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) está mudando todo o sistema. Nós temos que migrar pra outra rede com maior capacidade e paralisar todos os computadores que captam as informações do Estado do Tocantins”, disse.

Segundo o gestor, o atendimento estará sendo feito internamente. “Aquilo que nós pudermos atender manualmente, fazendo as anotações manuais, nós vamos atender. Logo após a migração de todos os dados, dia 13, nós retornaremos o atendimento ao público”, enfatizou o superintendente.  

De acordo com a responsável pelo atendimento Núcleo Regional de Atendimento em Palmas, Talita Cardeal, mesmo com a atualização do sistema, o público poderá ir ao órgão esclarecer suas dúvidas. “Vamos dar orientações e esclarecer as dúvidas, embora não poderemos fazer o registro no sistema. Essa é uma forma de melhorar o nosso atendimento”.

Sobre as audiências de conciliações, Talita disse que não ocorrerão novos agendamentos nos dias 11 e 12 de julho, embora as já marcadas devam ocorrer normalmente conforme o agendamento.

Núcleos Regionais

O atendimento será suspenso nos núcleos de Palmas (centro), Taquaralto (região Sul de Palmas), Porto Nacional, Araguaína, Gurupi, Guaraí, Araguatins, Dianópolis, Tocantinópolis e Colinas do Tocantins.

Sindec

O Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) trata-se de uma ferramenta desenvolvida pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) à disposição dos Procons. É um sistema informatizado que integra processos e procedimentos relativos ao atendimento de consumidores nos Procons, visando proporcionar um instrumento de gestão adequado ao dinamismo típico de seus setores de atendimento.

Outro objetivo do Sindec é oferecer aos órgãos de defesa do consumidor um instrumento seguro, do ponto de vista legal e da gestão, para a elaboração dos Cadastros Estaduais e Municipais de Reclamações Fundamentadas, que, consolidados formam o Cadastro Nacional de Reclamações Fundamentadas.

Por: Redação

Tags: Nelito Cavalcante, Procon, Sindec, Talita Cardeal