Meio Ambiente

Foto: Frederick Borges

Um vazamento pequeno em uma torneira pode resultar no desperdício de 10 mil litros de água por ano. Já um vazamento maior, como canos quebrados, chega a desperdiçar até 40 mil litros por ano, segundo os especialistas da área. Somente no mês de junho o sistema de prestação de serviço e atendimento ao público da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) registrou 1052 solicitações de retirada de vazamentos. 

De acordo com o gerente comercial do órgão, Francisco D’avila Aires da Silva, esses vazamentos podem ser detectados nas residências como nas redes de distribuição de água. “Diante desse quadro, a recomendação é que, constantemente, sejam feitos reparos para evitar consumo desnecessário e conta de água mais cara, alertou D’Avila.

De 2013 até hoje, a ATS substituiu mais de 8 mil hidrômetros nos municípios de sua responsabilidade para sanar problemas de vazamento. Com esse volume de atendimento, a Agência avalia que a perda doméstica foi reduzida, porém ainda é maior que as registradas em vazamentos de ruas ou em decorrência do processo de tratamento da água. A Agência Tocantinense de Saneamento possui quase 70 mil ligações que atende mais de 200 mil pessoas nos 79 municípios.

Caça-vazamentos

Com a crise hídrica que atinge a maior parte do País, o setor comercial da ATS destaca que a procura pelo serviço de “caça-vazamentos” será intensificada. Os equipamentos utilizados nesse procedimento são os “geofones eletrônicos”, aparelhos que captam o som de água vazando apenas ao tocar paredes e pisos.

Uma recomendação da agência é que, além das medidas cotidianas de economia de água, como por exemplo, evitar lavar calçadas ou ao fazê-lo aproveitar água pluvial bem como banhos demorados dentre outros, é imprescindível que a população fique atenta aos vazamentos nas instalações hidráulicas, como torneiras e descargas sanitárias.

Para reforçar o trabalho da ATS no combate ao desperdício de água, o presidente Eder Fernandes garante que novos equipamentos já estão em fase de licitação. “Esses equipamentos são mais um instrumento que nos auxiliará no combate ao desperdício desse bem valioso evitando assim que a população fique desabastecida”, finalizou.

Dicas importantes de economia

·         Checar vazamentos em canos e não deixe torneiras pingando. Um gotejamento simples, pode gastar cerca de 45 litros de água por dia.

·         Aproveite a água da chuva para aguar plantas e jardins. As plantas absorvem mais água em horários quentes, então molhe -as de manhã cedo ou no fim do dia.

·         Fechar a torneira quando estiver escovando os dentes ou fazendo a barba. Só abra quando for usar. Uma torneira aberta por 5 minutos desperdiça 80 litros de água.

·         Em vez da mangueira, use vassoura e balde para lavar pátios e quintais. Uma mangueira aberta por 30 minutos libera cerca de 560 litros de água.

·         Reaproveite a água da máquina de lavar para lavar a calçadas.

·         Saber ler o hidrômetro é muito simples e pode ajudar a detectar problemas como vazamentos, percebidos pelo  consumo fora do normal.

·         Não tome banhos demorados, 5 minutos são suficientes. Uma ducha durante 15 minutos consome 135 litros de água.