Estado

Foto: Divulgação A agência dos Correios em Ponte Alta do Tocantins foi vítima de assalto no dia 2 de maio A agência dos Correios em Ponte Alta do Tocantins foi vítima de assalto no dia 2 de maio

Os Correios informam que na conta do serviço de vigilância houve a redução de cerca de 10% do orçamento para o Tocantins, não sendo possível a renovação de seis postos de vigilância. Funcionários das agências dos Correios nas cidade de Itaporã, Muricilândia, Piraquê e Goiatins do Tocantins devem entrar em greve a partir do dia 1° de agosto. 

O motivo da paralisação no dia 1°, segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Sintect), será por decisão dos Correios de retirar vigilantes armados das agências. 

Ao Conexão Tocantins nesta sexta-feira, 29, o órgão informou prejuízo de R$ 2,1 bilhões em 2015. Segundo os Correios, em 2016 a Administração Central do órgão vem realizando ajustes em suas contas orçamentárias com vistas a equilibrar receitas e despesas, e garantir a continuidade dos serviços. 

Mas, segundo os Correios, as agências dos Correios contam com kit de segurança composto por cofre com retardo, CFTV, alarme monitorado, de acordo com a Matriz de Vulnerabilidade. "É oportuno ressaltar ainda que os Correios atuam em parceria com as Polícias Federal, Miliar e Civil visando evitar a ocorrência de delitos nas unidades", sustenta o órgão. 

De acordo com o Sintect, os empregados dos Correios no Estado estão cansados da violência. Só neste ano, foram registradas 19 ações de bandidos a agências, funcionários, entre outros. O caso mais recente de assalto a agência dos Correios no Estado foi o caso de Talismã, nessa quinta-feira, 28. Um funcionário foi rendido por dois bandidos armados. "Pois os funcionários estão cansados de ficarem submetidos as ações dos bandidos, como no caso de Talismã, com uma sensação de insegurança predominante, esperando apenas quando acontecerá o sinistro na sua unidade. Em Muricilândia, após a implantação da vigilância armada, não houve mais nenhum assalto à agência", informou o Sintect. 

Por: Redação

Tags: Correios, Sitect