Cultura

Foto: Divulgação

Em sua 16ª edição, a Goiânia Mostra Curtas bateu recorde de inscrições de filmes este ano, com o total de 1423 inscritos de 23 estados e do Distrito Federal. Ao longo de quase três meses o festival manteve inscrições abertas para produções de até 25 minutos, realizadas em 2015 e 2016. A Goiânia Mostra Curtas acontece durante os dias 4 a 9 de outubro, no Teatro Goiânia, acompanhando a diversidade de formatos e gêneros da produção cinematográfica e exibindo curtas de ficção, documentário, experimental e animação.

Com uma programação totalmente gratuita, o festival é constituído por seis mostras, oficinas, seminários, debates, encontros, lançamento literário e exibições em praça pública. Em quinze anos de existência, mais de 1.600 filmes já foram exibidos, para cerca de 240 mil espectadores, envolvendo uma equipe de quase 1.900 profissionais e conquistando uma média de 979 parcerias. “Em 2016, posso afirmar que temos um recorde nacional em quantidade de inscrições: 1423 filmes de curta-metragem foram oficialmente inscritos na 16ª Goiânia Mostra Curtas”, aponta a diretora do festival, Maria Abdalla.

Os estados que mais inscrevem filmes foram São Paulo (1º), Rio de Janeiro (2º), Goiás (3º), Minas Gerais (4º) e Rio Grande do Sul (5º). “Tivemos inscrições de 23 estados e do Distrito Federal, ficando de fora apenas Amapá e Roraima. Isso demonstra o panorama atual da produção audiovisual de curta-metragens no Brasil, que segue com crescente vigor”, reafirma a diretora.

Mostras competitivas e especial

Com as mostras competitivas e especial, a Goiânia Mostra Curtas ainda abraça as áreas de profissionalização e aprendizado, com oficinas, cursos, debates e lançamentos literários. A diretora do Icumam, Maria Abdalla, assina a curadoria da Curta Mostra Brasil e da Curta Mostra Cinema nos Bairros. Já a curadoria da Curta Mostra Goiás é de responsabilidade do cineasta, programador e professor de cinema, Humberto Neiva. O crítico de cinema Fabrício Cordeiro vai selecionar filmes para a Curta Mostra Municípios e a produtora e realizadora audiovisual Geórgia Cynara é a curadora da 15ª Mostrinha.

Como nos anos anteriores, o festival também possui uma Mostra Especial, cujo tema será anunciado nos próximos meses. Quem assina a curadoria são a produtora cultural, cineasta e curadora Flávia Cândida e o cineasta, professor, curador e cineclubista (Cineclube Atlântico Negro) Clementino Júnior. A Mostra Especial é programada apenas com filmes convidados, não há chamada pública para o processo seletivo.

Procura por parceiros

Até o momento, o festival conta com apoio institucional do Fundo de Arte e Cultura de Goiás e apoio da Unimed Goiânia. Com o projeto aprovado pela Lei Rouanet, o Icumam busca outros parceiros junto a empresas e organizações do terceiro setor. Já a identidade visual do festival tem a assinatura de André Morbeck, autor de painéis de grandes dimensões na cidade de Goiânia e no interior do Estado.