Estado

Foto: Luciano Ribeiro

A TO-373, entre São Valério/TO e Araguaçu/TO, até meados do ano passado era conhecida como a rodovia dos buracos. A depreciação do pavimento continha buracos dispostos ao longo do seu percurso desde São Valério até a divisa com o Estado de Goiás, nos seus 194,52 km. As obras de reconstrução e revitalização estão bem adiantadas e fazem parte do Projeto de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS). São intervenções que vão desde a restauração das vias, conservação, serviços básicos de tapa buraco, roçada, limpeza e manutenção.

Também serão feitas a renovação de toda sinalização vertical e horizontal, bem como aplicação de tachas refletivas e remoção de placas fora do padrão da Agência Tocantinense de Transporte e Obras (Ageto) nesta importante rodovia, por meio de Contrato de Reabilitação e Manutenção de Rodovias (Crema). 

O Crema é um tipo de manutenção mais ampla e de longo prazo, que garante mais qualidade e vida útil para as rodovias. A duração do contrato é de cinco anos e a execução dos trabalhos passa por avaliação constante da Ageto e do Banco Mundial, instituição financeira do contrato, de acordo com indicadores de desempenho estabelecidos contratualmente.

Com investimento da ordem de R$ 54,3 milhões, inclusos mais 97,97 km da TO-280, o governo do Tocantins assegura de imediato a manutenção da via e, gradativamente, substitui o pavimento danificado permitindo a instalação de outros benefícios incluídos em seu projeto, ampliando a segurança na trafegabilidade. As obras proporcionarão melhores condições de trafegabilidade na ligação entre importantes eixos de concentração de veículos e transporte de carga.

As obras trouxeram grandes benefícios para a região sul e sudeste do Estado. Além de ser uma alternativa de rota entre os estados do Tocantins e Goiás, a via serve de escoamento da produção regional.

Por: Redação

Tags: Ageto, Alvorada, Araguaçu, Crema, Governo do Estado, PDRIS