Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Xambioá, deflagrou na tarde dessa sexta-feira, 19, a operação policial "Quando Eu Quero é Mais", a qual foi realizada no Estado de Goiás pelo delegado Wilson Oliveira Cabral Júnior e sua equipe de policiais e que teve como objetivo realizar o recambiamento para o estado vizinho do preso Paulo C. da S., 20 anos de idade.

O indivíduo estava preso na Cadeia Pública de Xambioá e, na última sexta-feira, por volta das 16hs, à equipe da PC deu início à escolta do mesmo, o qual foi entregue na Casa de Prisão Provisória de Aparecida de Goiânia, às 6hs da manhã deste sábado, 20. Paulo é acusado pela prática de três furtos qualificados, em Xambioá, no entanto, também possuía passagens pela polícia de Aparecida de Goiânia, por crimes mais graves e, desta maneira, o Poder Judiciário daquele município, solicitou a Justiça e a Polícia Civil do Tocantins que fizessem o recambiamento do acusado para Goiás.

Aproveitando o deslocamento, por volta das 06h30min deste sábado, os policiais civis tocantinenses deslocaram-se até o Setor Fabrício, em Aparecida de Goiânia/GO, onde deram cumprimento ao mandado de prisão de Adriano F. S., que é foragido da Justiça de Xambioá/TO.

Adriano estava com Mandado de Prisão em aberto pelo crime de Lesão Corporal Grave, sendo que a ordem judicial foi expedida na data da última sexta-feira, 19, pelo Juiz Titular da Comarca de Xambioá/TO, José Eustáquio de Melo Júnior. Após receber o mandado de prisão, de imediato o delegado Wilson Júnior, e sua equipe, realizou o levantamento da possível localização do foragido, descobrindo que o mesmo estaria escondido no município de Aparecida de Goiânia.

Com base nessas informações, tão logo chegaram à cidade goiana e efetuaram a entrega do preso, que conduziam, ao sistema prisional de Goiás, os policiais civis foram até o Setor Fabrício, onde localizaram Adriano e deram cumprimento ao mandado de prisão que pesava contra ele.

No momento em que foi abordado pelos policiais civis, Adriano estava com uma pistola calibre 380, carregada com vinte e uma munições intactas na cintura. Diante dessa situação, foi dada voz de prisão ao indivíduo, também pelo crime de porte ilegal de arma de fogo e munições, sendo que o mesmo foi apresentado na 1ª. Delegacia de Polícia Civil de Aparecida de Goiânia/GO, onde foi autuado em flagrante por crime de porte ilegal de arma de fogo e munições.

Conforme o delegado Wilson, a equipe de policiais civis da Delegacia de Xambioá/TO permanece em diligências no Estado de Goiás, com o objetivo de capturar outros foragidos da justiça tocantinense. 

Por: Redação

Tags: Polícia, Polícia Civil, xambioá